A influência da variável tonicidade na produção de sonoras

Ana P. R. de Souza, Carolina L. Mezzomo, Lisiane Martins Collares Scotti, Roberta F. Dias, Vanessa Giacchini

Resumo


Introdução: A dessonorização é um dos processos fonológicos mais frequentes e de maior dificuldade evolutiva na terapêutica de casos de desvios fonológicos na prática clínica. Estudos apontam variáveis como: modo e ponto de articulação, ambiente posterior e altura da vogal seguinte, tonicidade da sílaba e posição na palavra, como interferentes no processo de aquisição do traço sonoro. Objetivo: investigar a influência da variável tonicidade na produção do traço de sonoridade de dois sujeitos. Método: foram avaliadas duas crianças, uma com aquisição fonológica típica (S1), e outra com desvio fonológico com processo de dessonorização (S2), ambas na faixa etária de 5:0. Para as crianças foi aplicado um instrumento contendo pares mínimos com oposição do valor do traço sonoro criado para eliciar a fala dos sujeitos e proporcionar a análise acústica e perceptual do vozeamento em suas falas. Resultados: Demonstraram que S1 apresenta maior sonoridade nas sílabas tônicas, concordando com estudos que sugerem as sílabas tônicas como ambientes favoráveis à realização de sonoridade. Já S2 mostrou maiores percentuais de sonoridade em sílabas átonas, uma tendência contrária a de S1. A diferença de tensão vocal na produção em sílabas átonas e tônicas parece ser a explanação para a diferença entre os dois sujeitos. Conclusão: Pode-se dizer que a variável tonicidade foi tratada diferentemente nos dois casos, ressaltando a importância de avaliar outras características da produção, principalmente altura da vogal seguinte, ponto e modo de articulação.


Palavras-chave


Fala, Transtornos da Articulação, Distúrbios da Fala

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.