Emergência e aquisição do /r/ em coda em dois municípios do Rio Grande do Sul

Diéssica Zacarias Vargas, Carolina Lisbôa Mezzomo

Resumo


Objetivo: verificar a existência, ou não, de diferenças referentes à emergência, aquisição e variáveis intervenientes no domínio do arquifonema /R/ na posição de coda por crianças falantes de variedades linguísticas distintas em dois municípios do Sul do Brasil. Métodos: coletaram-se dados de fala de 60 crianças do município de Santa Maria e de 52 crianças de Sobradinho, com idades entre 2:6 a 5:0 e 3:2 a 5:4, respectivamente. As variáveis intervenientes consideradas foram: idade, sexo, tonicidade, contexto silábico precedente, contexto silábico seguinte, número de sílabas, classe gramatical, posição na sílaba e na palavra. Utilizou-se o pacote computacional Varbrul, com nível de significância de 5%. Resultados: A variável idade influenciou no processo de aquisição do arquifonema /R/ em coda, em ambos os municípios. Tanto em posição de coda medial, quanto final, este segmento surge e é adquirido primeiro em Santa Maria. Analisando a estabilização da coda de maneira geral, as variáveis estatisticamente significantes para a localidade de Santa Maria foram: posição na palavra e sexo, sendo a coda final favorecedora à produção do /R/, bem como o sexo feminino. Para o município de Sobradinho a tonicidade e extensão da palavra influenciaram a aquisição deste segmento na posição de coda. A posição de sílaba tônica e palavras dissílabas e polissílabas foram favorecedoras à produção correta. Conclusão: Para cada município, constataram-se diferenças tanto nas idades de emergência e aquisição, como nas variáveis intervenientes que influenciam a aquisição do arquifonema /R/, de acordo com a variante utilizada em cada município.


Palavras-chave


linguagem infantil; fonética; linguística; fala; desenvolvimento da linguagem.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.