Audição, cognição e percepção de fala no envelhecimento: evidências da literatura

Angelica Biazus Mendonça da Fonseca, Teresa Maria Momensohn dos Santos, Ana Prates de Souza

Resumo


Objetivo: avaliar as evidências na literatura, por meio da revisão sistemática da literatura, entre habilidades auditivas e funções cognitivas no envelhecimento. Método: Os artigos foram pesquisados nas bases de dados Medline, Scielo e Lilacs, e avaliados quanto ao nível de evidência de acordo com “Oxford Centre for Evidence-based Medicine Levels of evidence”. Resultados: foram encontrados 38 artigos entre 2008 e 2012, sendo 11% nacionais e 89% internacionais, 15% eram de cunho revisão descritiva da literatura (nível de evidência 3a), 65% eram estudos caso-controle (nível de evidencia 3b), 3,3% estudos caso-controle com padrão de referência pobre ou não independente (nível de evidencia 4), 3,3% estudos coorte validado somente em amostras fragmentadas (nível de evidencia 3b), 3,3% de Relato de caso (incluindo Coorte ou caso-controle de menor qualidade) e por fim, 10% estudos coorte validado, com bom padrão de referência, critério diagnóstico testado em um único centro clínico (nível de evidencia 1b). Poucos foram os autores que aplicaram uma metodologia visando avaliar e estabelecer o fator de correlação entre as duas variáveis. O grau de recomendação da maior parte dos estudos encontrados é B, ou seja, estudos experimentais ou observacionais de menor consistência. Conclusão: a falta de um protocolo padronizado para a avaliação das funções auditivas centrais e das funções cognitivas e a variação metodológica entre os estudos encontrados prejudica a realização de uma metanálise ou uma comparação mais precisa entre os estudos.

 


Palavras-chave


Audição; Idoso; Percepção Auditiva; Cognição.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.