Estudo das repetições de palavras em adultos com e sem gagueira

Luana Altran Picoloto, Cristiane Moço Canhetti Oliveira

Resumo


Introdução: As disfluências fazem parte da fala de qualquer pessoa. Podem ser classificadas como disfluências típicas da gagueira (DTG), que caracterizam a fala de pessoas portadoras do distúrbio, ou como outras disfluências (OD), que são comuns na fala de todos os falantes. Pessoas com gagueira manifestam alta quantidade de disfluências típicas da gagueira. Objetivo: analisar as repetições de palavras da fala de adultos com e sem gagueira quanto ao tipo (monossilábica - RPM ou não - RPNM), à frequência de ocorrência, à posição da palavra repetida em relação à frase, a presença de tensão muscular e/ou concomitantes físicos e quanto ao número de repetições. Método: Participaram 30 adultos (18 a 46 anos), divididos em dois grupos: GP (grupo de pesquisa) composto por 15 indivíduos com diagnóstico de gagueira e GC (grupo controle) composto por 15 adultos fluentes. Os procedimentos realizados foram: história clínica e familial, avaliação da fluência e Instrumento de Gravidade da Gagueira. Resultados: Os resultados obtidos foram significantes na comparação entre os grupos: adultos com gagueira manifestaram mais RPM e RPNM em relação ao total da fala e ao total das disfluências. GP manifestou mais RPM com tensão e maior número de unidades repetidas na RPM em relação ao GC. Conclusão: Adultos com gagueira manifestaram maior ocorrência de repetições de palavras monossilábicas e não monossilábicas em relação aos fluentes. A presença de tensão muscular associada à RPM e a ocorrência das repetições de palavras monossilábicas em posições iniciais e mediais foi mais frequente nos adultos com gagueira.


Palavras-chave


fonoaudiologia; fala; gagueira; distúrbios da fala; avaliação; adulto

Texto completo:

PDF PDF (English)

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.