Metodologias Ativas: Uma experiência na Fonoaudiologia

Rodrigo Dornelas, Aline Cabral Oliveira Barreto, Raphaela Barroso Guedes Granzotti, Danielle Ramos Domenis, Carla Patrícia Hernandez Alves Ribeiro César, Roxane Irineu Alencar, Kelly Silva

Resumo


Atualmente, com a necessidade de profissionais da saúde autônomos e críticos, têm-se discutido a necessidade de mudanças nas formas de ensino. Nesta direção, a Universidade Federal de Sergipe implantou projetos pedagógicos estruturados a partir do uso de Metodologias Ativas de Ensino. Dentre os cursos que adotaram esta metodologia, a Fonoaudiologia ganha destaque por ser o único no país que utiliza esse método pedagógico de forma integral. O objetivo desta comunicação é descrever uma proposta de formação em Fonoaudiologia baseada em Metodologias Ativas. De acordo com o Projeto Político Pedagógico, o curso é formado por quatro ciclos. O Ciclo I é interdisciplinar e comum a todos os cursos. A partir do Ciclo II, há módulos que trabalham assuntos específicos da Fonoaudiologia e seguem as etapas de ciclos de vida. O Ciclo II trabalha, especificamente, com conteúdos da infância e adolescência, e o Ciclo III, do adulto e idoso. No Ciclo IV ocorre a prática em estágios e a elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso. Todo conteúdo programático é trabalhado por meio de três eixos centrais: Sessões Tutoriais, Práticas de Habilidades e Práticas de Ensino na Comunidade. Nas Sessões Tutoriais utiliza-se a Aprendizagem Baseada em Problemas, em quais problemas são disparadores para identificação dos objetivos de ensino a serem alcançados. Na Prática de Habilidades são desenvolvidas técnicas, favorecendo o diálogo entre teoria e prática. As Práticas de Ensino na Comunidade, iniciadas no Ciclo I, contribuem para a inserção social da Universidade e utiliza como estratégia de aprendizagem o Arco de Maguerez.

 


Palavras-chave


Fonoaudiologia; Educação Superior; Aprendizagem Baseada em Problemas.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.