Hábitos de leitura de crianças com e sem problemas de aprendizagem e participação dos pais neste processo de acordo com a percepção dos filhos

Mônica Taísa Assumpção Pessa, Gabriela Rosito Alvarez Bernardez, Thaís dos Santos Gonçalves, Patrícia Abreu Pinheiro Crenitte

Resumo


Introdução: A leitura desempenha importante papel no processo de alfabetização e consequentemente para o bom desempenho cognitivo, acadêmico e social do indivíduo. Objetivo: Investigar se o problema de aprendizagem é um fator que influencia no hábito de leitura da criança e também a participação dos pais no desenvolvimento do hábito de leitura dos filhos, de acordo com a percepção das crianças. Material e método: Participaram 100 escolares com idade entre 9 e 12 anos, de ambos os sexos, de 4º ao 6º ano do ensino fundamental. A amostra foi subdividida em dois grupos: com e sem problemas de aprendizagem (50 crianças em cada grupo). Os participantes responderam individualmente a um questionário que abordou os hábitos de leitura de cada criança, bem como a participação dos pais no desenvolvimento deste hábito. Resultados e Conclusão: As atitudes e os hábitos de leitura dos sujeitos com problemas de aprendizagem permitem afirmar que estas crianças apresentam menor apreço e envolvimento com atividades de leitura, e, ainda, os pais das crianças de ambos os grupos demonstraram pouca participação do desenvolvimento no hábito de leitura dos filhos.

 


Palavras-chave


Leitura. Hábitos. Transtornos de Aprendizagem

Texto completo:

PDF PDF (English)

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.