Crianças diagnosticadas com Síndrome de Irlen: análise de produções escritas.

Ana Paula Belido, Ana Paula Berberian, Giselle Massi, Ingrid Mazzarotto, Rita Signor

Resumo


Este estudo objetiva analisar textos produzidos por um sujeito de 10 anos de idade, do sexo masculino, diagnosticado com Síndrome de Irlen (SI). Trata-se de um relato de um estudo de caso, pesquisa qualitativa, de cunho sócio-histórico. Priorizou-se a análise de aspectos discursivos e notacionais das produções escritas, relacionadas a quatro gêneros discursivos: uma carta (para um ídolo, para um familiar ou para um amigo), regras de um jogo, um conto infantil e um cartaz. Em relação aos aspectos discursivos, o participante da pesquisa conseguiu operar sobre vários aspectos que caracterizam as condições de produção dos gêneros requeridos, evidenciando pertinência em relação às temáticas propostas, à finalidade e ao contexto de circulação do texto. Quanto aos aspectos notacionais, o sujeito apresentou estratégias e hipóteses distantes do padrão ortográfico da língua, tais como: trocas, omissões e acréscimo de letras e segmentação indevida. Os resultados evidenciam que crianças com esse diagnóstico podem apresentar estratégias singulares em suas produções, inerentes ao processo de apropriação da linguagem escrita. Diante da análise realizada, sugere-se o implemento de estudos acerca da referida síndrome que ofereçam elementos para que profissionais da saúde e educação, envolvidos com sujeitos acometidos pela mesma, possam em suas práticas clínicas e escolares desenvolver um trabalho que priorize os processos e as diferentes dimensões envolvidas com a apropriação da leitura e da escrita.


Palavras-chave


Linguagem, Fonoaudiologia; Síndrome

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-2724.2017v29i1p77-85

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.