A relação da perda auditiva com tontura e zumbido na população idosa

Ana Carla Oliveira Garcia, Aline Cabral Oliveira, Barbara Cristina da Silva Rosa, Teresa Momensohn Santos

Resumo


Introdução: A perda auditiva relacionada a sintomas de tontura e zumbido pode ser um fator de limitação do idoso com consequências psicossociais. Com o decorrer da idade as alterações vestibulares e outros sintomas auditivos associados aumentam. Objetivos: Verificar a relação da perda auditiva e queixas relacionadas à tontura, zumbido e distúrbios da comunicação em uma população de idosos. Método: Trata-se de um estudo retrospectivo que contou com análise de 468 registros de idosos cadastrados no período de 2011 a 2015 em Serviço de Reabilitação Auditiva. Foram coletados dados referentes à idade, sexo, queixas auto relatadas de zumbido, dificuldade de compreensão de fala e tontura, bem como os resultados da avaliação audiométrica , simetria entre as orelhas no caso de perda auditiva, grau de deficiência auditiva e lateralidade. Resultado: A amostra foi composta por 295 (63%) prontuários de sujeitos do sexo feminino e 173 (37%) do sexo masculino com idade média de 72,7 anos. A queixa “ouvir e não compreender” foi encontrado em 64,7% dos idosos seguido por queixa de zumbido (45,1%) e tontura (20,3%).Observou-se que a tontura tem relação significativa com queixar-se de não entender a fala (p<0,001;R=0,17) e presença de zumbido (p<0,001;R=0,32).Em 77,7% dos prontuários houve o registro de perdas classificadas como moderada a moderadamente severa, do tipo simétrica (80,6%) e bilateral (96,8%). Conclusão: A partir destes achados, gestores locais poderão elaborar um planejamento adequado, visando à melhoria na qualidade do serviço e de vida desta população idosa.


Palavras-chave


Perda Auditiva; Tontura; Zumbido

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-2724.2017v29i2p302-308

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.