A percepção de professores de educação infantil sobre a atuação fonoaudiológica na escola

Denise Maria Zaratini Fernandes, Maria Cecília Marconi Pinheiro Lima, Ivani Rodrigues Silva

Resumo


Objetivo: Analisar a percepção de professores de educação infantil sobre a atuação do fonoaudiólogo na escola. Métodos: Pesquisa do tipo transversal com análise qualitativa. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com seis professoras de educação infantil e uma pedagoga de educação especial. Todo material coletado foi transcrito na íntegra e analisado, utilizando-se para isso a Análise de Conteúdo. Resultados e Discussão: Nossos achados sugerem que este grupo de professoras apresenta um conhecimento restrito sobre quem é o profissional fonoaudiólogo e sobre sua atuação. O fonoaudiólogo ainda é visto como um especialista, um profissional da área da saúde que em ambiente escolar vai auxiliar o trabalho do professor, dizer como este deve proceder com os alunos que tenham alguma dificuldade na fala, ou que irá sanar tais dificuldades. As professoras veem a atuação fonoaudiológica como algo benéfico, com reflexos positivos, tanto para suas ações pedagógicas, como para seus alunos. Conclusão: Foi possível observar que a atuação fonoaudiológica na escola tem muito com o que contribuir e que a busca pelo trabalho em parceria é o caminho para se alcançar mudanças qualitativas tanto na equipe escolar como nos próprios alunos. 


Palavras-chave


Fonoaudiologia; Educação infantil; Professores

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-2724.2017v29i1p86-96

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.