Aspectos funcionais e epidemiológicos da deglutição na laringectomia supratraqueal extendida com traqueohiodoepiglotopexia

Guilherme Maia Zica, Andressa Silva de Freitas, Werlany Frois Maia Lopes, Bárbara Luiza Marinho da Silva, Fernanda Gonzalez Rocha Souza, Emilson Queiroz Freitas, Izabella Costa Santos, Fernando Luiz Dias, Márcio José da Silva Moreira

Resumo


Introdução: A laringectomia parcial supratraqueal (LPST) é uma alternativa atual de intervenção cirúrgica, indicada para o tratamento de tumor laríngeo intermediário / avançado. Quando sua ressecção é mais ampla do que previsto, acrescentamos à nomenclatura o termo “extendida”. Sua reconstrução é feita por uma traqueohioidoepiglotopexia (THEP). As principais complicações conhecidas deste procedimento estão relacionadas à deglutição e respiração. Objetivo: Caracterizar a população selecionada e avaliar aspectos funcionais da deglutição na LPST extendida em reconstrução THEP. Método: Estudo observacional de corte transversal de pacientes de ambos os sexos com neoplasia de laringe submetidos à LPST extendida THEP de um hospital oncológico entre 1995 a 2017. Realizou-se estudo de prontuário, consulta ao sistema cirúrgico, videofluoroscopia da deglutição e aplicação da escala National Outcomes Measurement System da American Speech-Language Hearing Association (ASHA NOMS). Resultados: 10 homens, idade entre 52 e 83 anos (mediana 69), 80% tabagistas e etilistas ao diagnóstico; T2 [70%], T3 [30%]. Resultados da videofluoroscopia da deglutição: 100% de estase em base da língua, 80% em valécula, aritenóide(s) e recessos piriformes, 40% em esfíncter esofágico superior e 30% em parede posterior da faringe; 30% apresentou aspiração. Todos apresentaram alimentação e hidratação exclusiva por via oral. Conclusão: Indivíduos homens, majoritariamente idosos, etilistas e tabagistas com estadiamentos intermediários e avançados. Todos possuíam capacidade de nutrição e hidratação sem vias alternativas de alimentação. A função de deglutição foi satisfatoriamente restaurada com atendimento fonoaudiológico especializado em todos os momentos do tratamento. Os pacientes com mais de nove meses de cirurgia apresentaram melhores resultados funcionais.


Palavras-chave


Fonoaudiologia; Epidemiologia; Laringectomia; Deglutição

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-2724.2019v31i1p87-94

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.