Alterações da mastigação e deglutição secundárias à rinite alérgica e à asma em crianças e adolescentes – revisão integrativa

Maria Alice Carvalho, Silvia Magalhães Simões, Paulo Ricardo Saquete Martins-Filho, Brenda Carla Lima Araujo

Resumo


Introdução: A asma e a rinite alérgica têm sido consideradas manifestações de uma mesma síndrome, uma vez que apresentam bases epidemiológicas, genéticas e fisiopatológicas comuns. A interação entre a dificuldade na função de respiração, a asma e a rinite alérgica podem promover alterações no sistema estomatognático, como as funções de mastigação e a deglutição, além de modificações anatômicas e funcionais, no crescimento facial e somático. Objetivo: Realizar uma revisão integrativa da avaliação da mastigação e deglutição em crianças e adolescentes com rinite e asma. Materiais e Métodos: Foi realizada uma pesquisa nas bases de dados Lilacs, MedLine, PubMed e Scielo, sobre artigos que abordavam a deglutição e mastigação em crianças e adolescentes com asma e rinite no período de janeiro e fevereiro de 2017, e a pesquisa foi atualizada em junho de 2018. Resultados: Foram encontrados 2.537 artigos, mas apenas cinco apresentaram os critérios de elegibilidade. Discussão: Poucos estudos referentes ao tema foram encontrados. Dos cinco artigos selecionados, três inferiram não encontrar alterações e dois encontraram padrões alterados, relacionando com o fator de obstrução nasal. É necessário que mais pesquisas sejam realizadas sobre o tema. Conclusão: Não há evidências científicas que afirmem a presença de alterações de mastigação e deglutição decorrentes da asma e da rinite em crianças e adolescentes.


Palavras-chave


Asma; Rinite; Fonoaudiologia

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-2724.2019v31i2p261-269

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.