Avaliação vocal sob a perspectiva fonética: investigação preliminar

Zuleica A. Camargo, Sandra Madureira

Resumo


Objetivo: investigar a validade e o consenso entre examinadores do uso de roteiro baseado no modelo fonético de descrição da qualidade vocal (VPAS, 2000). Métodos: 14 juízes foram selecionados e participaram de um curso de 20 horas de duração em análise fonética da qualidade vocal, no qual analisaram os registros de voz de dois falantes por meio do VPAS – etapa 1 (identificação de presença/ausência de ajustes). Seus julgamentos foram comparados aos de dois examinadores experientes no roteiro (adotados como referência), a partir dos quais foi composto um grupo de sete (7) examinadores para a etapa 2 (graduação dos ajustes presentes em escala de 1 a 6). Os juízes participantes da etapa 2 também responderam a um questionário. Os dados foram analisados quanto à comparação dos julgamentos e respostas ao questionário dos juízes do grupo estudado. Resultados: os resultados foram apresentados e discutidos em relação à fundamentação e aplicabilidade do roteiro, apontando, em ordem decrescente, consenso para os grupos de ajustes supralaríngeos transversais, longitudinais, velofaríngeos e fonatórios. Conclusão: a validade de aplicação de modelo de descrição fonética da qualidade vocal foi reforçada, bem como a necessidade de maior aprofundamento na formação de juízes para uso do roteiro VPAS.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.