Estudo de caso de disfagia: uma reabilitação bio-psíquica

Luana Almeida Magalhães, Luiz Augusto de Paula Souza

Resumo


O objetivo da pesquisa foi demonstrar a relevância dos aspectos psíquicos na reabilitação fonoaudiológica dos transtornos de deglutição, entendendo porque sintomas disfágicos se tornaram recorrentes mesmo que, do ponto de vista orgânico-funcional, a paciente não mais possuísse alteração alimentar. Trata-se de pesquisa descritiva, realizada a partir de estudo de caso clínico único de paciente atendida em domicílio, acometida por Acidente Vascular Encefálico Isquêmico, que resultou em quadro de disfagia, parestesia e paresia facial à esquerda e alteração na expressão da linguagem e disartrofonia. O AVE fragilizou-a subjetivamente e dificultou as relações cotidianas. A abertura da escuta às angústias inerentes à situação permitiu, a partir da reabilitação orgânica, deslocamento para construção de um novo perfil subjetivo, mais satisfatório em relação às suas condições atuais de vida, o que demonstra a relevância de se considerar, na reabilitação das disfagias, o corpo não apenas por sua face orgânica, mas também nas esferas simbólica e afetiva.

Palavras-chave


disfagia, transtornos de deglutição, terapêutica fonoaudiológica

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.