A construção da memória discursiva e a produção de escrita em terapia de linguagem de um jovem deficiente auditivo – estudo de caso

Maria Cecilia B. Trenche, Clay R. Balieiro, Erika B. Laperuta

Resumo


Introdução: A escrita é instrumento e material importante para a construção de conhecimento de mundo e pode exercer papel fundamental no processo de desenvolvimento da linguagem de crianças e jovens com deficiência de audição. Objetivo: Discutir o processo de produção de textos de um jovem surdo. Material e método: Com base em um estudo de caso, foram consideradas as informações do histórico do caso, os registros do processo terapêutico e o material produzido no atendimento realizado no Serviço de Audiologia Educacional da DERDIC – Divisão de Educação e Reabilitação dos Distúrbios da Comunicação. No método clínico, para a construção da memória discursiva, foram valorizados fatos ou acontecimentos trazidos à terapia espontaneamente ou relacionados à leitura de textos, bem como comentários e explicações que pudessem significar os temas abordados nas leituras e conversas que tivessem potencial para contribuir no processo de autoria e de estruturação da escrita de um livro. Resultados: Observou-se a partir deste caso que a prática discursiva: despertou a curiosidade sobre os recursos expressivos da escrita; deu textura às conversas produzidas; despertou prazer pela leitura e produção de textos bem como pelo diálogo oral; levou a uma relação mais criativa e participativa com conhecimento; desenvolveu maior autonomia discursiva. Conclusão: Com base neste estudo consideramos que a prática clínica fonoaudiológica estruturada no uso social da escrita pode alavancar o processo geral de desenvolvimento da linguagem.

Palavras-chave


fonoaudiologia; linguagem; práticas discursivas, produção de textos escritos, deficiência auditiva

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.