A estratégia de alongamento compensatório e sua relação com a Consciência Fonológica

Carolina Lisbôa Mezzomo, Helena Bolli Mota, Roberta Freitas Dias

Resumo


Introdução: a estratégia de alongamento compensatório consiste em um prolongamento temporal na produção de um segmento, na tentativa de preencher o constituinte de um segmento ausente. Acredita-se que crianças com desvio fonológico que fazem uso dessa estratégia apresentam uma maior facilidade em realizar tarefas de consciência fonológica, pois possuem uma representação correta para o alvo ausente. Com isso, este estudo tem como objetivo investigar a possível relação entre a estratégia de alongamento compensatório e a performance em habilidades de consciência fonológica por crianças com desvio fonológico. Métodos: 16 crianças com diagnóstico de desvio fonológico e idades entre 5:0;26 e 6:11;26 participaram desse estudo sendo divididas em dois grupos: grupo que faz uso da estratégia de alongamento compensatório e grupo que não faz uso da estratégia de alongamento compensatório. A estratégia estudada foi identifi cada com auxílio da espectrografi a acústica no software de áudioprocessamento PRAAT. Para a obtenção dos dados foi aplicado o Protocolo de Tarefas de Consciência Fonológica. Os dados foram analisados por meio do teste estatístico Kruskal-Wallis. Resultados: não foram observadas diferenças estatisticamente signifi cativas nas habilidades em consciência fonológica entre os grupos estudados. Conclusões: a estratégia de alongamento compensatório não pode ser tomada como um indício de melhores desempenhos em determinadas habilidades de consciência fonológica. O uso da espectrografi a junto com avaliações clínicas, como a avaliação da consciência fonológica, pode revelar informações importantes sobre o conhecimento fonológico de uma criança, desde o diagnóstico até o término de uma terapia fonológica.

Palavras-chave


criança; acústica da fala; distúrbios da fala

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.