Análise da produção científica nacional sobre distonia focal laríngea

Silvia Friedman, Maria Laura Wey Märtz, Juliana Côrtes Paes, Renata de Moraes Queiroz

Resumo


Objetivo: Analisar parte da produção científica fonoaudiológica e médica brasileira acerca da distonia focal laríngea, entre os anos de 1980 a 2010. Método: Caracterizar todas as publicações encontradas sobre distonia focal laríngea em periódicos nacionais especializados em Fonoaudiologia e Medicina, no período entre 1980 a 2010, quanto à distribuição de sua frequência, considerando-se o período das publicações, a temática abordada, o procedimento metodológico, a vertente epistemológica e a área da Fonoaudiologia e Medicina a que pertence a publicação. Resultados: 37 artigos foram encontrados, 14(37,8%) em periódicos fonoaudiológicos e 23(62,2%) em periódicos médicos. Embora sem significância estatística, observou-se, em números absolutos, um crescimento da produção, especialmente na primeira década do século XXI. Das 07 temáticas encontradas as mais frequentes foram: caracterização da distonia e efeito do uso de toxina botulínica com 13 (35,1%) artigos respectivamente em cada uma. Quanto à vertente epistemológica 36 (97,3%) artigos eram positivistas. Quanto às áreas de atuação de todos os trabalhos do campo fonoaudiológico, 14(37,8%), eram sobre Voz; nas áreas médicas, 14(60,8%) eram sobre Neurologia; 8(34,7%) sobre Otorrinolaringologia e 1(4,4%) sobre Endocrinologia. Quanto ao procedimento metodológico 13(35,1%) eram Experimentais; 11(29,7%) eram Estudo de Caso Clínico; 9(24,3%) Estudo Bibliográfico e 4(10,8%) Levantamento. Conclusão: A análise da produção científica fonoaudiológica e médica brasileira acerca da distonia focal laríngea, entre os anos de 1980 a 2010, mostrou que os estudos experimentais sobre efeito do uso de toxina botulínica no funcionamento das pregas vocais foram os mais freqüentes e que o positivismo foi a vertente epistemológica preponderante.

Palavras-chave


distonia; espasmo; voz; fonoaudiologia

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.