Acompanhamento fonoaudiológico de um sujeito afásico não-fluente: foco na continuidade sensório-motora

Elenir Fedosse

Resumo


Este trabalho discute, sob o ponto de vista de uma Neurolingüística Discursiva, as condições de praxia buco-facial e de produção oral (fala) de um sujeito afásico não-fluente (IR). Adota-se a noção de função reguladora da linguagem (postulado vygotskyano referente à participação, direta ou indireta, da linguagem na organização e no funcionamento de todos os processos psíquicos/cognitivos), o que significa assumi-la como atividade constitutiva (Franchi, 1977) – uma atividade que ao mesmo tempo em que se constrói como sistema significativo (sistema formal/língua) e comunicativo, constitui o sujeito e as suas interações com o mundo físico e social. Nessa perspectiva, a produção oral é tida como uma sofisticada atividade de modalização das estruturas oro-faciais, análise de seus efeitos em termos orgânicos (acústico-articulatórios e tátil-cinético) e de sentido; desse modo, reconhece-se que lesões cerebrais anteriores comprometem significativamente as condições de praxia buco-facial e de produção oral. Procura-se demonstrar como procedimentos avaliativos e terapêuticos que jogam, simultaneamente, com a continuidade sensório-motora e com o trabalho lingüístico-cognitivo favorecem a expressão facial e/ou a produção oral de sujeitos cérebro-lesados. Dados do processo fonoaudiológico de IR mostram-na lendo ou falando mais fluentemente quando consegue identificar o que ocorre com ela ou quando desloca sua atenção para a significação do que está sendo lido ou dito. Portanto, pode-se dizer que sujeitos afásicos, apesar de apresentarem parte de sua estrutura cerebral modificada, se mantêm sociais e com possibilidades de linguagem – realizam, tal como sujeitos não afásicos, trabalho lingüístico-cognitivo, o qual deve ser considerado pelos terapeutas que os acompanham.

Palavras-chave


Afasia; apraxia buco-facial; avaliação fonoaudiológica; fonoterapia.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.