Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A revista Educação Matemática pesquisa do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática da PUC-SP é publicada a cada quatro meses com o objetivo de proporcionar um espaço internacional de divulgação da pesquisa científica na área. Há muitos anos vem contribuindo com esse objetivo e, por isso, alcançou o reconhecimento internacional. Sendo conhecido como excelente na área educacional, dissemina temas contemporâneos – divulgados em "chamada de trabalhos" e "agendas de pesquisa" nacionais e internacionais. Além disso, sempre traz novas questões relevantes e interessantes para o desenvolvimento da área. Os dados básicos da pesquisa de Educação Matemática são:GeoDados  ,EBSCO Publishing, Portal Periódicos CAPES  ,  Educação Matemática,  ,  Latindex,    PKP-Projeto de Conhecimento Público,    Bibliografia Brasileira de Educação (MEC-INEP),    https://scholar.google.fr/citations?hl=fr&authuser=1&user=_5Tg-u4AAAAJ.  A política adotada em seu projeto editorial prioriza artigos científicos relacionados à Educação Matemática inéditos no Brasil e, em particular, àqueles que abordam as linhas de pesquisa do programa: Matemática, Estrutura Curricular e Formação de Professores; História, Epistemologia e Didática de Matemática e Tecnologias da Informação e da Didática da Matemática. A prioridade dada às linhas descritas não se restringe a referências teóricas, pelo contrário, espera-se que a revista reflita a diversidade que caracteriza a pesquisa em Educação Matemática. Assim, recebe trabalhos históricos, filosóficos, epistemológicos, culturais, curriculares, didáticos e psicológicos, entre vários outros sobre Matemática, que têm a Educação Matemática em suas diversas modalidades como foco principal. Os editores também incentivam a apresentação de artigos que abrem diálogos entre a Educação Matemática e áreas afins, como Educação, Sociologia, Antropologia, Filosofia, Matemática, Epistemologia, História da Matemática ou Educação ou Educação Matemática, Psicologia Educacional, entre outras. Os artigos serão apresentados sempre na língua original de submissão com resumos em português e outros entre os idiomas: espanhol, inglês ou francês. Para serem selecionados, os artigos devem receber duas avaliações favoráveis. Os árbitros serão escolhidos pelo comitê editorial, mas os artigos também podem ser revisados pelos revisores ad hoc.  Os autores receberão cópias das resenhas.

____________________________________________________________

The journal Mathematics Education Research of the Post-Graduate Studies in Mathematics Education Program, PUC/SP, is published each four months with the aim of providing an international space for disseminating scientific research in the area. For many years it has been contributing with this aim and so reached international recognition. Being known as excellent in the educational area, disseminates contemporaneous themes – divulgated in national and international recent ‘call of papers’ and ‘research agendas’. Besides that it always brings relevant and interesting new questions for the area development. The Mathematics Education Research data base index of the journal are: GeoDados ,EBSCO Publishing, Portal Periódicos CAPES , Mathematics Education , Latindex , PKP-Public Knowledge Project , Bibliografia Brasileira de Educação (MEC-INEP) https://scholar.google.fr/citations?hl=fr&authuser=1&user=_5Tg-u4AAAAJ . The policy adopted in its editorial project gives priority to scientific articles related to Mathematics Education previously unpublished in Brazil and particularly those addressing the lines of research of the program: Mathematics, Curriculum Structure and Teacher Training; History, Epistemology and Didactics of Mathematics and Information Technologies and the Didactics of Mathematics. The priority given to the described lines is not restricted to theoretical references, on the contrary, it is hoped that the journal will reflect the diversity that characterizes research in Mathematics Education. So, it receives historical, philosophical, epistemological, cultural, curricular, didactical and psychological papers, among several others about Mathematics, that have the Mathematics Education in its various modalities as their main focus. The editors also encourage the submission of articles which open dialogues among Mathematics Education and related areas, such as Education, Sociology, Anthropology, Philosophy, Mathematics, Epistemology, History of Mathematics or Education or Mathematics Education, Educational Psychology, among others. Articles will be presented always in the original language of submission with abstracts in Portuguese and other among the languages: Spanish, English or French. In order to be selected, articles should receive two favorable reviews. Referees will be preferable chosen from the editorial committee, but the articles can also be reviewed by ad hoc reviewers. Authors will receive copies of the reviews.

____________________________________________________________

Projet éditorial : La revue Educação Matemática Pesquisa do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática da PUC-SP, est publiée tous les quatre mois dans le but de fournir un espace international de diffusion de la recherche scientifique dans la Didactique des disciplines et de l´Éducation. Depuis de nombreuses années, elle contribue à cet objectif et, par conséquent, a obtenu une reconnaissance internationale. Connu comme excellente dans le domaine de l’éducation, elle diffuse des thèmes contemporains, diffusés dans des « appels à publication » et des « agendas de recherche » nationaux et internationaux. En outre, elle apporte toujours de nouvelles questions pertinentes et intéressantes pour le développement de la Didactique des disciplines et de l´éducation. Les données de base de la recherche sur l’éducation mathématique sont : GeoData , CAPES Periodic Portal, Mathematics Education,  Matemática,  etc. La politique adoptée dans son projet éditorial donne la priorité aux articles scientifiques liés à l’enseignement des mathématiques non publiés au Brésil et, en particulier, à ceux qui abordent les axes de recherche du programme : mathématiques, structure des programmes d’études et formation des enseignants; Histoire, épistémologie et didactique des mathématiques et des technologies de l’information et de la Communication, et de la Didactiques des mathématiques. La priorité donnée aux lignes décrites ne se limite pas aux références théoriques, au contraire, on s’attend à ce que la revue reflète la diversité qui caractérise la recherche en Didactiques des mathématiques. Ainsi, elle reçoit des travaux sur l´histoire des Mathématiques, ou sur l´Éducation, sur la philosophie, l´épistémologiques, la culture, les curriculums, parmi tant d´autre, qui ont l’enseignement des mathématiques dans ses diverses modalités comme principal objectif. Les éditeurs encouragent également la présentation d’articles qui ouvrent des dialogues entre l’enseignement des mathématiques et des domaines connexes, tels que l’éducation, la sociologie, l’anthropologie, la philosophie, les mathématiques, l’épistémologie, l’histoire des mathématiques ou de l’éducation ou l’éducation mathématique, la psychologie éducative, entre autres. Les rédacteurs prévoient que les volumes de la revue peuvent inclure plusieurs modalités d’articles de diffusion scientifique tels que : rapports de recherche, conférences ou conférences de communication, entrevues, commentaires sur des questions de recherche, critique d’articles ou de livres, revues de littérature et analyses théoriques. Les articles seront toujours présentés dans la langue originale de soumission avec des résumés en portugais et d’autres parmi les langues: espagnol, anglais e Français. Pour être sélectionnés, les articles doivent recevoir au moins deux évaluations favorables parmi trois. Les arbitres seront choisis par le comité de rédaction, mais les articles peuvent également être examinés par les examinateurs ad hoc. Les auteurs recevront des copies des critiques. Comité de rédaction

 

Políticas de Seção

APOIO

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Editorial

Verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Artigos

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Resenha

Editores
  • Saddo Almouloud
  • Cileda Coutinho
Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Volume 22 - 4 - Advances of the anthropological theory of the didactic

Advances of the anthropological theory of the didactic

Editores
  • Saddo Almouloud
  • Annie Bessot
  • Marianna Bosch
  • Hamid Chaachoua
  • TOMÁS ÁNGEL DELGADO
  • Josep Gascon
  • Ana Lúcia Manrique
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Número temático 2020 - Metodologia de Pesquisa em Educação Matemática: rumos e perspectivas

Chamada de trabalhos – Número Temático 2020

Revista “Educação Matemática Pesquisa” – ISSN 1983-3156

Metodologia de Pesquisa em Educação Matemática

A Revista “Educação Matemática Pesquisa”, publicação do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), convida os pesquisadores da área a submeter suas colaborações para seu número temático do ano de 2020, cujo tema será “Metodologia de Pesquisa em Educação Matemática: rumos e perspectivas”.

A metodologia é elemento essencial em todas as pesquisas de caráter científico. As definições relativas ao design de um estudo podem definir delineamentos, recortes, procedimentos, técnicas de coleta de dados, configurações para as análises, entre outras escolhas de caráter axial para a estrutura de um trabalho acadêmico. Neste sentido, parece legítimo propor alguns questionamentos:

  • Quais perspectivas metodológicas podem ser encontradas nas pesquisas em Educação Matemática?
  • Podem ser encontradas abordagens inovadoras nas investigações da área?
  • Quais os rumos da pesquisa qualitativa no âmbito da Educação Matemática? E da pesquisa quantitativa?
  • Como as abordagens experimentais têm trabalhado, do ponto de vista metodológico, com os diversos temas inscritos no rol de interesses das pesquisas em Educação Matemática?
  • As tecnologias digitais, em especial, concorrem para reconfigurar e/ou reorganizar a pesquisa em Educação Matemática sob o ponto de vista da metodologia?

Podem ser propostos artigos contendo resultados de pesquisas, bem como reflexões com contribuições teóricas para as investigações na área, em qualquer nível de ensino. A data limite para recebimento de colaborações é 14 de setembro de 2020. Serão aceitos artigos inéditos, redigidos em português, inglês, espanhol ou francês. Instruções e um tutorial para autores, bem como outras informações relevantes se encontram no endereço http://revistas.pucsp.br/emp.

Os textos devem ser submetidos diretamente, pelo(s) autor(es) na plataforma SEER da Revista (http://revistas.pucsp.br/index.php/emp ). No ambiente da revista estão também disponíveis as normas para elaboração dos textos (http://revistas.pucsp.br/index.php/emp/about/submissions#authorGuidelines ) e o arquivo com o template que deve ser usado (http://revistas.pucsp.br/index.php/emp/article/view/5604/docx ).

No Passo 1 do processo de submissão on-line, o(s) autor(es) deve(m) escolher a seção “Submissão de artigos ao número temático “Número temático - Metodologia de Pesquisa em Educação Matemática: rumos e perspectivas”, para que o artigo seja encaminhado aos editores. Todos os artigos passarão pela avaliação de, pelo menos, dois pareceristas. Dúvidas sobre a edição temática podem ser encaminhadas para o e-mail gepasoli@gmail.com (Editor do número temático), saddoag@gmail.com (editor da revista) e/ou analuciamanrique@gmail.com. (Editora da revista)

A edição está prevista para dezembro de 2020.

 

Prof. Dr. Gerson Pastre de Oliveira

Editor do Número Temático

Editores
  • Saddo Almouloud
  • Ana Lúcia Manrique
  • Gerson Oliveira
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Processo de avaliação e seleção de artigos. A seleção de cada artigo depende de uma avaliação, da possibilidade de cumprimento rigoroso dos prazos e comparação com outros artigos, quando para um determinado volume mais de um trabalho da mesma instituição é submetido. A avaliação é feita por meio da aprovação de dois dos três revisores, selecionados por um membro do conselho editorial interno, designados para acompanhar todo o processo de avaliação desse artigo. Isso seleciona dois revisores do conselho editorial interno e um do conselho editorial externo ou ad hoc, que recebe o artigo às cegas (sem os nomes dos autores) com um prazo fixo para a emissão do relatório de avaliação, que deve incluir não apenas opiniões, mas posições e recomendações fundamentadas para melhorar o que se destina à reformulação. O editor designado então escreve um texto de apreciação, com trechos apropriados e relevantes das opiniões recebidas, entre aspas, sem deixar claro quem seriam os avaliadores e envia-o aos autores para proceder com as mudanças solicitadas no prazo de uma semana. Em caso de retorno dentro de uma semana, o editor designado retorna o trabalho revisado aos árbitros, para confirmar se as mudanças foram atendidas satisfatoriamente ou se houve uma justificativa satisfatória para as mudanças não atendidas. Eles devem prosseguir com o retorno ao editor designado, dentro de uma semana, indicando se a reformulação os satisfez ou não e o motivo. O editor designado emite um parecer final e passa o processo (as versões do trabalho entregues pelos autores, todas as opiniões, avaliações e feedbacks, incluindo um parecer final dele) aos editores que trabalham no biênio para exame, emitindo o parecer institucional final para envio aos autores e arquivamento. Os editores, de acordo com o planejamento e o andamento do processo de avaliação do conjunto de trabalhos submetidos, podem aceitar o artigo para esse volume, indicar para um próximo volume, ou solicitar uma nova submissão após atender aos requisitos indicados no processo de avaliação.
_____________________________________________________________

Process of evaluation and selection of articles. The selection of each article depends on an evaluation, the possibility of strict compliance with deadlines and comparison with other articles, when for a given volume more than one work from the same institution is submitted. The evaluation is done through the approval of two out of three reviewers, selected by a member of the internal editorial board, designated to accompany the entire evaluation process of that article. This selects two reviewers from the internal editorial board and one from the external or ad hoc editorial board, who receives the blind article (without the authors' names) with a fixed deadline for issuing the evaluation report, which must include not only opinions, but substantiated positions and recommendations for improving what is aimed at reformulation. The designated editor then writes an appreciative text, with appropriate and relevant excerpts of the opinions received, in quotation marks, without making it clear who the evaluators would have been and sends it to the authors to proceed with the requested changes within one week. In the event of a return within a week, the designated editor returns the revised work to the referees, to confirm whether the changes were met satisfactorily or if there was a satisfactory justification for the changes not being met. They must proceed with the return to the designated editor, within a week, indicating whether the reformulation satisfied them or not and the reason. The designated editor issues a final opinion and passes the process (the versions of the work delivered by the authors, all opinions, appraisals and feedback, including a final opinion from him) to the editors working in the biennium for examination, issuing the final institutional opinion for sending to the authors and archive. The editors, according to the planning and progress of the evaluation process of the set of submitted works, can accept the article for that volume, indicate for a next volume, or request a new submission after meeting the requirements indicated in the evaluation process.

_______________________________________________________________

Processus de l´évaluation et de sélection des articles

La sélection de chaque article dépend d'une évaluation, de la possibilité d'un strict respect des délais et d'une comparaison avec d'autres articles, lorsque pour un volume donné plus d'une œuvre de la même institution est soumise. L'évaluation se fait par l'approbation de deux examinateurs sur trois, sélectionnés par un membre du comité de rédaction interne, désignés pour accompagner l'ensemble du processus d'évaluation de cet article. Celui-ci sélectionne deux examinateurs du comité de rédaction interne et un du comité de rédaction externe ou ad hoc, qui reçoit l'article aveugle (sans le nom des auteurs) avec un délai fixe pour la publication du rapport d'évaluation, qui doit inclure non seulement des avis, mais des critiques et recommandations pour améliorer ce qui vise à la reformulation. L'éditeur désigné rédige ensuite un texte d'appréciation, avec des extraits appropriés et pertinents des opinions reçues, entre guillemets, sans préciser qui auraient été les évaluateurs et l'envoie aux auteurs pour procéder aux changements demandés dans un délai d'une semaine. En cas de retour dans la semaine, l'éditeur désigné retourne le travail révisé aux arbitres pour confirmer si les changements ont été satisfaits de manière satisfaisante ou s'il y avait une justification satisfaisante pour les changements non respectés. Ils doivent procéder au retour à l'éditeur désigné, dans un délai d'une semaine, en indiquant si la reformulation les a satisfaits ou non et la raison. L'éditeur désigné émet un avis final et transmet le processus (les versions des travaux fournis par les auteurs, toutes les opinions, évaluations et commentaires, y compris un avis final de sa part) aux éditeurs travaillant pendant l'exercice biennal pour examen, en émettant l'avis institutionnel final à envoyer aux auteurs et aux archives. Les éditeurs, en fonction de la planification et de l'avancement du processus d'évaluation de l'ensemble des œuvres soumises, peuvent accepter l'article pour ce volume, indiquer pour un volume suivant ou demander une nouvelle soumission après avoir satisfait aux exigences indiquées dans le processus d'évaluation.

 

Periodicidade

A revista Educação Matemática Pesquisa é uma publicação quadrimestral, e os itens da revista serão publicados coletivamente quando o sumário estiver pronto.

__________________________________________________________________

The journal Mathematics Education Research is a quarterly publication, and the journal's items will be published collectively when the abstract is ready.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

_________________________________________________________________

This journal offers immediate free access to its content, following the principle that 
making free scientific knowledge available to the public provides greater 
democratization of knowledge worldwide.

 

Arquivamento

Esta revista usa o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivos distribuído entre as bibliotecas participantes e permite que eles criem arquivos de revistas permanentes para preservação erestauração. http://lockss.stanford.edu/ 

This magazine uses the LOCKSS system to create a file system distributed among participating libraries and allows them to create permanent magazine files for preservation and restoration. Saiba mais...

 

DECLARAÇÃO DE ÉTICA E BOAS PRÁTICAS NA PUBLICAÇÃO

A revista Educação Matemática pesquisa está empenhada em assegurar os mais elevados padrões de ética na publicação.

Para tal, defendemos os seguintes princípios, baseados no Código de Conduta e Normas de Boas Práticas para Editores de Periódicos, disponibilizado pelo Committee on Publication Ethics (COPE).

Responsabilidades dos/as autores/as
Responsabilidades dos/as avaliadores/as
Responsabilidades dos/as editores/as

SÃO DEVERES DOS/AS AUTORES/AS:

  • Garantir que existe um consenso entre todos/as os/as coautores/as na aprovação da versão final do artigo e na sua subsequente submissão à revista Educação Matemática pesquisa para publicação.
  • Abster-se de submeter o mesmo artigo simultaneamente a mais do que uma publicação e de submeter vários manuscritos semelhantes e/ou pouco relevantes, com base na mesma pesquisa ("fatiamento salame" de publicações).
  • Limitar a lista de autores exclusivamente a quem contribuiu de forma significativa para a concepção, o projeto, a execução e a interpretação do estudo relatado e não incluir autores fantasmas e ‘convidados’. Outras pessoas que tenham participado apenas em certos aspectos do projeto de investigação devem ser reconhecidas no texto apenas como colaboradores/as.
  • Apresentar um trabalho realizado de modo rigoroso, incluindo uma discussão objetiva do seu significado. Os dados subjacentes à investigação devem ser representados no artigo com precisão. Dados forjados ou falsificados e declarações fraudulentas ou intencionalmente imprecisas constituem um comportamento antiético e inaceitável que levará a Editoria a agir de acordo com os fluxogramas COPE, incluindo solicitar aos empregadores dos autores, às instituições onde a pesquisa foi realizada, aos órgãos financiadores dela ou a um organismo apropriado a abertura de investigação.
  • Abster-se de tomar ideias ou trabalho de outros autores sem lhes dar o devido crédito. Incluir até uma sentença do manuscrito de outra pessoa, ou mesmo de autoria própria, sem citação adequada, é considerado plágio e constitui-se em crime, previsto na Lei 9.610 (Lei de direitos autorais) e no Art. 184 do Código Penal Brasileiro. Os revisores estão atentos à publicação redundante ("fatiamento salame" de publicações), bem como ao plágio, e a Editoria da revista Educação Matemática pesquisa utiliza ferramentas informatizadas para detectá-los. Casos de suspeita de má conduta serão tratados de acordo com os fluxogramas COPE.
  • Discriminar quaisquer potenciais conflitos de interesses financeiros ou outros relevantes para todos os autores ao submeter um trabalho.
  • Notificar imediatamente a Editoria da Revista Educação Matemática pesquisa, caso descubra um erro significativo ou uma imprecisão no seu próprio trabalho publicado e cooperar com a Editoria para corrigi-lo ou, se for inevitável, retirar o artigo de publicação.

SÃO DEVERES DOS/AS AVALIADORES/AS:

  • Informar imediatamente a Editoria da Revista Educação Matemática Pesquisa, caso não se sintam qualificados para analisar a investigação descrita no artigo ou saibam que suas avaliações não poderão cumprir os prazos definidos, para que seja possível contatar avaliadores alternativos.
  • Abster-se de avaliar artigos em que tenham conflitos de interesse resultantes de relações ou ligações concorrenciais, colaborativas ou outras, com qualquer um/a dos/as autores/as, empresas ou instituições relacionadas a eles, informando imediatamente a Editoria da Revista Educação Matemática pesquisa, para que seja possível contatar avaliadores alternativos.
  • Estruturar seus pareceres de forma objetiva e construtiva, com observações redigidas de forma clara e cortês, e com base em argumentos científicos que as sustentem, de modo a que os/as autores/as possam utilizá-los para melhorar o seu artigo.
  • Avaliar os artigos unicamente com base no conteúdo destes e independentemente de quaisquer outros fatores tais como raça, idade, gênero, origem étnica, orientação sexual, deficiência, crença religiosa, nacionalidade, orientação política ou classe social dos/as autores/as.
  • Tratar todos os artigos recebidos no âmbito da arbitragem científica por pares como documentos confidenciais e manter em sigilo toda e qualquer informação privilegiada ou ideias obtidas através da arbitragem científica por pares, nunca as usando para proveito pessoal.
  • Informar imediatamente a Editoria Revista Educação Matemática pesquisa, caso detectem qualquer violação de ética de publicação por parte dos/as autores/as do trabalho sob sua avaliação, incluindo casos de suspeita plágio, publicação redundante ("fatiamento salame" de publicações).

SÃO DEVERES DOS/AS EDITORES/AS:

  • Assegurar que o processo de arbitragem científica dos artigos submetidos à Revista Educação Matemática pesquisa seja anônimo (double-blind peer review), justo e imparcial e que toda a informação relacionada a eles, incluindo as identidades dos/as autores/as e dos/as avaliadores/as, permaneça confidencial.
  • Garantir que todos os artigos e revisões de pesquisa sejam avaliados por dois pareceristas anônimos, doutores e com competência na área de pesquisa do trabalho, e livres de interesses concorrentes, respeitando os pedidos dos autores de que um indivíduo não seja revisor de sua submissão, se estes forem bem fundamentados e praticáveis.
  • Solicitar aos pareceristas que estejam atentos a questões éticas e possíveis falhas de pesquisa e publicação, incluindo design de pesquisa não ético, detalhes insuficientes sobre o consentimento do paciente ou a proteção de assuntos de pesquisa e manipulação e apresentação inadequada de dados, plágio e publicação redundante ("fatiamento salame" de publicações).
  • Exigir que os revisores divulguem quaisquer potenciais conflitos de interesse resultantes de relações ou ligações concorrenciais, colaborativas ou outras, com qualquer um/a dos/as autores/as, empresas ou instituições relacionadas a eles antes de aceitar ou revisar uma submissão, garantir que os leitores sejam informados sobre eles, bem como corrigir a publicação caso os interesses em conflito sejam revelados após a publicação.
  • Manter sistemas para detectar texto plagiado quando suspeitas são levantadas.
  • Garantir que a aceitação ou rejeição de um documento para publicação baseie-se apenas na importância, originalidade, clareza, validade e relevância do estudo para o escopo da Revista Educação Matemática pesquisa. Procurar garantias de que todas as pesquisas foram aprovadas por um comitê de ética em pesquisa apropriado.
  • Garantir que os autores tenham um mecanismo de apelação contra decisões editoriais e estar sempre disposto a publicar correções, esclarecimentos, retrações e desculpas, quando necessário e a justificar qualquer desvio importante dos processos de avaliação descritos.
  • Publicar e revisar regularmente as instruções para os autores e para os revisores e fornecer detalhes de como lidam com casos de suspeita de má conduta, tais como os fluxogramas COPE.
  • Monitorar o desempenho dos revisores e tomar medidas para garantir que este seja de alto padrão, bem como que a base de revisores reflita a comunidade da Revista Educação Matemática pesquisa. Deixar de usar revisores que produzam consistentemente revisões descorteses, de baixa qualidade ou tardias. Adicionar novos revisores conforme necessário, recorrendo a uma ampla gama de fontes (não apenas contatos pessoais) para identificar novos revisores potenciais, tais como sugestões de autores e bancos de dados bibliográficos.
  • Em caso de suspeita ou alegação de falha de conduta, tanto com relação a trabalhos publicados quanto a ainda em avaliação, agir de acordo com os fluxogramas COPE:
  1. Não simplesmente rejeitar documentos que suscitem preocupações sobre possíveis faltas de conduta.
  2. Solicitar uma resposta dos suspeitos de má conduta. Se a resposta não for satisfatória, solicitar aos empregadores dos autores, às instituições onde a pesquisa foi realizada, aos órgãos financiadores dela ou a um organismo apropriado a abertura de investigação.
  3. Fazer todos os esforços razoáveis para assegurar que seja conduzida uma investigação adequada sobre a alegada má conduta.
  • Responsabilizar-se por tudo que é publicado na Revista Educação Matemática pesquisa e defender a liberdade de expressão, bem como impedir que interesses comerciais comprometam os padrões éticos da Revista Educação Matemática pesquisa.

====================================

DECLARACIÓN DE ÉTICA Y BUENAS PRÁCTICAS EN PUBLICACIÓN

 La revista Educação Matemática Pesquisa tiene el compromiso de asegurar los más altos estándares de ética en  publicación.

Para ello, defendemos los siguientes principios, basados en el Código de Conducta y Normas de Buenas Prácticas para Editores de Revistas, que pone a disposición el Committee on Publication Ethics (COPE).

Responsabilidades de los/as autores/as
Responsabilidades de los/as evaluadores/as
Responsabilidades de los/as editores/as

LOS DEBERES DE LOS/AS AUTORES/AS SON:

  • Asegurar que haya consenso entre todos/as los/as coautores/as en la aprobación de la versión final del artículo y su posterior envío a la revista Educação Matemática Pesquisa para su publicación.
  • Abstenerse de enviar el mismo artículo simultáneamente a más de una publicación y de enviar varios manuscritos similares y/o menos relevantes, basados en la misma investigación (fragmentación de las publicaciones).
  • Limitar la lista de autores exclusivamente a aquellos que hayan contribuido significativamente a la concepción, proyecto, ejecución e interpretación del estudio reportado y no incluir autores fantasmas e 'invitados'. Otras personas que hayan participado solo en ciertos aspectos del proyecto de investigación deben ser reconocidas en el texto solo como colaboradores/as.
  • Presentar un trabajo realizado con rigor, incluyendo una discusión objetiva de su significado. Los datos subyacentes a la investigación deben presentarse con precisión en el artículo. Los datos fraguados o falsificados y las declaraciones fraudulentas o intencionalmente inexactas constituyen un comportamiento poco ético e inaceptable que llevará a la Editorial a actuar de acuerdo con los diagramas de flujo COPE, incluso pidiendo a los empleadores de los autores, las instituciones donde se llevó a cabo la investigación, sus agencias de financiación o un organismo apropiado, abrir una investigación.
  • Abstenerse de tomar ideas o trabajos de otros autores sin darles el debido crédito. Incluir una frase del manuscrito de otra persona, o incluso de su propia autoría sin la cita correspondiente se considera plagio y constituye un delito previsto en la Ley 9.610 (Ley de Propiedad Intelectual) y el art. 184 del Código Penal brasileño. Los revisores están atentos a la publicación redundante (fragmentación de las publicaciones), así como al plagio, y la Editorial de la revista Educação Matemática Pesquisa utiliza herramientas informáticas para detectarlos. Los casos de sospecha de mala conducta se tratarán de acuerdo con los diagramas de flujo COPE.
  • Discriminar cualquier posible conflicto de interés financiero o de otro tipo que sea relevante para todos los autores al enviar un artículo.
  • Notificar inmediatamente a la Editorial de la revista Educação Matemática Pesquisa si descubre un error significativo o inexactitud en su propio trabajo publicado y cooperar con la Editorial para corregirlo o, si fuera inevitable, retirar el artículo de la publicación.

SON DEBERES DE LOS/AS EVALUADORES/AS:

  • Informar inmediatamente a la Editorial de la Revista Educação Matemática Pesquisa, si no se sienten capacitados para analizar la investigación descrita en el artículo o saben que sus evaluaciones no podrán cumplir con los plazos definidos, para que sea posible contactar evaluadores alternativos.
  • Abstenerse de evaluar artículos en los que existan conflictos de interés derivados de relaciones o vínculos competitivos, de colaboración o de otro tipo, con alguno/a de los/as autores/as, empresas o instituciones relacionadas con ellos, informando inmediatamente a la Editorial de la Revista Educação Matemática Pesquisa, para que sea posible contactar evaluadores alternativos.
  • Estructurar sus opiniones de forma objetiva y constructiva, con observaciones redactadas de forma clara y cortés, y basadas en argumentos científicos que las respalden, para que los/as autores/as puedan utilizarlas para mejorar su artículo.
  • Evaluar los artículos basándose únicamente en su contenido e independientemente de otros factores como raza, edad, género, origen étnico, orientación sexual, discapacidad, creencias religiosas, nacionalidad, orientación política o clase social de los/as autores/as.
  • Tratar todos los artículos recibidos en el ámbito del arbitraje científico por pares como documentos confidenciales y mantener confidencial cualquier información privilegiada o ideas obtenidas a través del arbitraje científico por pares, nunca utilizándolas para beneficio personal.
  • Informar inmediatamente a la Editorial de la Revista Educação Matemática Pesquisa en caso de detectar cualquier violación  a la ética de publicación por parte de los/as autores/as del trabajo bajo su evaluación, incluidos casos de sospecha de plagio, publicación redundante (fragmentación de las publicaciones).

LOS DEBERES DE LOS/AS EDITORES/as:

  • Asegurar que el proceso de arbitraje científico de los artículos presentados a la Revista Educação Matemática Pesquisa sea anónimo (revisión por pares dobles ciegos), justa e imparcial y que toda la información relacionada con ellos, incluidas las identidades de los/as autores/as y los/as evaluadores/as, permanezca confidencial.
  • Garantizar que todos los artículos y revisiones de la investigación sean evaluados por dos árbitros anónimos, con PhD y con competencia en el área de investigación del trabajo, y libres de intereses contrapuestos, respetando las solicitudes de los autores de que un individuo no sea revisor de su presentación, si estos están bien fundamentados y son viables.
  • Solicitar a los revisores que estén atentos a los problemas éticos y posibles fallas en la investigación y la publicación, incluido el diseño de investigación poco ético, detalles insuficientes sobre el consentimiento del paciente o la protección del tema de la investigación y la manipulación y presentación inadecuada de datos, plagio y publicación redundante (fragmentación de las publicaciones).
  • Exigir a los revisores que revelen cualquier potencial conflicto de intereses resultante de relaciones  o vínculos competitivos, colaborativos u otros, con cualquiera de los/as autores/as, empresas o instituciones relacionadas con ellos antes de aceptar o revisar un envío, asegurándose de que los lectores están informados sobre ellos, así como corregir la publicación si los intereses en conflicto se revelan después de la publicación.
  • Mantener sistemas para detectar texto plagiado cuando surgen sospechas.
  • Garantizar que la aceptación o rechazo de un documento para publicación se base únicamente en la importancia, originalidad, claridad, vigencia y relevancia del estudio para el estándar de la Revista Educação Matemática Pesquisa. Comprobar que todas las investigaciones hayan sido aprobadas por un comité de ética de investigación apropiado.
  • Asegurar que los autores tengan un mecanismo de apelación contra las decisiones editoriales y estar siempre dispuestos a publicar correcciones, aclaraciones, retractaciones y disculpas, cuando sea necesario y para justificar cualquier desviación importante de los procesos de evaluación descritos.
  • Publicar y revisar periódicamente las instrucciones para los autores y revisores y proporcionar detalles sobre cómo tratar los casos sospechosos de mala conducta, como diagramas de flujo COPE.
  • Monitorear el desempeño de los revisores y tomar medidas para asegurar que sea de un alto nivel, así como que la base de los revisores refleje la comunidad de la Revista Educação Matemática Pesquisa. Dejar de utilizar revisores que produzcan constantemente revisiones descorteses, de baja calidad o fuera de fecha. Agregar nuevos revisores según sea necesario, recurriendo a una amplia gama de fuentes (no solo contactos personales) para identificar potenciales nuevos revisores, tales como sugerencias de autores y bases de datos bibliográficas.
  • En caso de sospecha o alegación de mala conducta, tanto en relación con trabajos publicados como en aquellos aún en evaluación, actuar de acuerdo a los diagramas de flujo COPE:
  1. No se limite a rechazar documentos que planteen inquietudes sobre una posible mala conducta.
  2. Solicitar una respuesta de los sospechosos de mala conducta. Si la respuesta no fuera satisfactoria, solicitar a los empleadores de los autores, a las instituciones donde se llevó a cabo la investigación, a sus agencias de financiamiento o a un organismo apropiado la apertura de  una investigación.
  3. Hacer todos los esfuerzos razonables para garantizar que se lleve a cabo una investigación adecuada sobre la supuesta mala conducta.
  • Asumir la responsabilidad de todo lo publicado en la Revista Educação Matemática Pesquisa y defender la libertad de expresión, así como evitar que los intereses comerciales comprometan los estándares éticos de la Revista Educação Matemática Pesquisa.

=====================================

DECLARATION ON ETHICS AND GOOD PUBLICATION PRACTICES

The journal Educação Matemática Pesquisa is committed to ensuring the highest ethical standards in publication.

To this end, we uphold the following principles, based on the Code of Conduct and Standards of Good Practice for Journal Editors, made available by the Committee on Publication Ethics (COPE).

Authors' responsibilities

Reviewers' responsibilities

Editors' responsibilities

THE AUTHORS MUST:

  • Ensure that there is consensus among all the co-authors in the approval of the final version of the article and its subsequent submission to the Educação Matemática Pesquisa journal for publication.
  • Refrain from submitting the same article simultaneously to more than one publication and from submitting several similar and/or less relevant manuscripts, based on the same research (fragmentation of publications).
  • Limit the list of authors exclusively to those who have contributed significantly to the conception, project, execution and interpretation of the reported study and do not include ghost authors and 'guests'. Other people who have participated only in certain aspects of the research project should be recognised in the text only as collaborators.
  • Present a work carried out with rigour, including an objective discussion of its meaning. The data underlying the research must be presented accurately in the article. Forged or falsified data and fraudulent or intentionally inaccurate statements constitute unethical and unacceptable behaviour that will lead the Editorial to act in accordance with the COPE flowcharts, including asking the authors' employers, the institutions where the research was carried out, their funding agencies or an appropriate body, to open an investigation.
  • Refrain from taking ideas or works of other authors without giving them due credit. Including a phrase from someone else's manuscript, or even of its own authorship without the corresponding citation, is considered plagiarism and constitutes a crime provided for in Law 9.610 (Intellectual Property Law) and art. 184 of the Brazilian Penal Code. The reviewers are attentive to redundant publication (fragmentation of publications), as well as plagiarism, and the Editorial board of the journal Educação Matemática Pesquisa uses computer tools to detect them. Cases of suspected misconduct will be dealt with in accordance with COPE flowcharts.
  • Discriminate any potential financial or other conflict of interest that is relevant to all authors when submitting an article.
  • Immediately notify the Editorial board of the Educação Matemática Pesquisa jounal if you discover a significant error or inaccuracy in your own published work and cooperate with the Editors to correct it or, if unavoidable, withdraw the article from the publication.

THE REVIEWERS MUST:

  • Immediately inform the Editorial board of  Educação Matemática Pesquisa if they do not feel able to analyse the research described in the article or if they know that their reviews will not be able to meet the defined deadlines, so that alternative reviewers can be contacted.
  • Refrain from reviewing articles in which there are conflicts of interest derived from competitive, collaborative, or other relationships or links with any of the authors, companies, or institutions related to them, immediately informing the Editorial board of the journal Educação Matemática Pesquisa, so that it is possible to contact alternative reviewers.
  • Structure their opinions objectively and constructively, with comments written in a clear and courteous way, and based on supporting scientific arguments, so that the authors can use them to improve their article.
  • Review articles based solely on their content and independently of other factors such as race, age, gender, ethnic origin, sexual orientation, disability, religious beliefs, nationality, political orientation, or social class of the authors.
  • Treat all articles received in the field of scientific peer review as confidential documents and keep any privileged information or ideas obtained through scientific peer review confidential, never using them for personal gain.
  • Immediately inform the Editorial board of Educação Matemática Pesquisa journal in case of detecting any violation of the publication ethics by the authors of the work under their review, including cases of suspected plagiarism, redundant publication (fragmentation of the publications).

THE EDITORS MUST:

  • Ensure that the process of scientific arbitration of the articles presented to Educação Matemática Pesquisa is anonymous (double-blind peer review), fair and impartial and that all information related to them, including authors' and reviewers' identities, remain confidential.
  • Ensure that all articles and research reviews are reviewed by two anonymous Phd referees and with competence in the research area of the work, and free of conflicting interests, respecting the requests of the authors that an individual not be a reviewer of their presentation, if these are well-founded and viable.
  • Ask reviewers to be vigilant for ethical issues and potential flaws in research and publication, including unethical research design, insufficient detail on patient consent or protection of the research topic, and inappropriate handling and presentation of data, plagiarism, and redundant publication (fragmentation of publications).
  • Require reviewers to disclose any potential conflict of interest resulting from competitive, collaborative, or other relationships or links with any of the authors, companies, or institutions related to them before accepting or reviewing a submission, ensuring that the readers are informed about them, as well as correcting the publication if conflicting interests are revealed after the publication.
  • Maintain systems to detect plagiarised text when suspicions arise.
  • Ensure that the acceptance or rejection of a document for publication is based solely on the importance, originality, clarity, validity, and relevance of the study for the standard of the journal Educação Matemática Pesquisa. Check that all research has been approved by an appropriate research ethics committee.
  • Ensure that authors have an appeal mechanism against editorial decisions and are always ready to publish corrections, clarifications, retractions, and apologies, when necessary and to justify any significant deviation from the review processes described.
  • Publish and periodically review instructions for authors and reviewers and provide details on how to handle suspected cases of misconduct, such as COPE flowcharts.
  • Monitor the performance of the reviewers and take measures to ensure that it is of a high level, as well as that the reviewers' background reflects the community of the journal Educação Matemática Pesquisa. Stop using reviewers who consistently produce rude, low-quality, or outdated reviews. Add new reviewers as needed, drawing on a wide range of sources (not just personal contacts) to identify potential new reviewers, such as author suggestions and bibliographic databases.
  • In case of suspicion or allegation of misconduct, both in relation to published works and those still under review, act according to the COPE flowcharts:
  1. Do not just reject documents that raise concerns about possible misconduct.
  2. Request a response from suspected misconduct. If the answer is not satisfactory, request the authors' employers, the institutions where the research was carried out, their funding agencies, or an appropriate body to open an investigation.
  3. Make all reasonable efforts to ensure that a proper investigation into the alleged misconduct is carried out.
  • Assume responsibility for everything published in Educação Matemática Pesquisa journal and defend freedom of expression, as well as prevent commercial interests from compromising the ethical standards of Educação Matemática Pesquisa.

 

POLÍTICAS DE COMPARTILHAMENTO DE DADOS

A revista Educação Matemática pesquisa segue uma política de incentivo ao compartilhamento de dados de pesquisa, de forma que isso não viole a privacidade dos sujeitos participantes ou outras questões éticas relevantes.

Por que compartilhar dados?

Os dados são um resultado chave da atividade de pesquisa e, portanto, todos os dados usados num artigo devem ser devidamente citados, tal como são citados artigos de periódicos científicos, figuras ou trabalhos apresentados em conferências, mesmo que de sua própria autoria.

Há uma tendência mundial em que cada vez mais agências de financiamento estão fazendo do compartilhamento de dados das pesquisas um requisito. Também está se tornando cada vez mais comum que algumas áreas de conhecimento disponibilizem publicamente os dados de suas pesquisas, garantindo transparência e reprodutibilidade.

Existem vários benefícios no compartilhamento de dados:

  • O compartilhamento de dados melhora publicamente a robustez do processo de pesquisa, apoiando a validação, a transparência da pesquisa e a replicação e verificação dos resultados. Isto pode, por sua vez, fazer avançar a descoberta e o conhecimento científicos.
  • O compartilhamento de dados facilita a colaboração e pode levar a sua reutilização, com maiores oportunidades de serem realizadas meta-análises e extração de novos resultados.
  • O depósito de dados em um repositório que produz um identificador permanente, como um Digital Object Identifier (DOI), permite que os autores citem o conjunto de dados, permitindo que os pesquisadores recebam o devido crédito por seu trabalho.
  • O depósito de dados proporciona a preservação deles a longo prazo.
  • O depósito de dados ajuda a rastrear o impacto e a reutilização de conjuntos de dados.
  • O depósito de dados facilita que os leitores compreendam melhor o trabalho.
  • A disponibilidade pública de dados de pesquisa auxilia a tradução da pesquisa em prática.
  • A disponibilidade pública de dados aumenta a possiblidade do trabalho ser descoberto.

Repositórios de dados

Onde devo depositar dados?

Um repositório de dados é um espaço de armazenamento para os pesquisadores depositarem conjuntos de dados associados à sua pesquisa. Autores que queiram cumprir uma política de compartilhamento de dados em diário, precisarão identificar repositórios adequados para seus dados.

NOTA: Lembrar sempre que o compartilhamento de dados deve ser sempre feito de forma a não violar a privacidade dos sujeitos participantes ou outras questões éticas relevantes.

Encorajamos os autores a selecionar um repositório de dados que emita um identificador persistente, preferencialmente um Digital Object Identifier (DOI), e tenha estabelecido um plano robusto de preservação para garantir que os dados sejam preservados permanentemente. Além disso, A revista Educação Matemática pesquisa  apoia a Declaração Conjunta de Princípios de Citação da Force 11, a qual recomenda que as citações de dados sejam compreensíveis por seres humanos e, ao mesmo tempo, legíveis e processáveis automaticamente por computadores.

Sempre que possível, recomendamos também depositar os dados em um repositório relevante para sua área de conhecimento e que seja acreditado pela sua comunidade. Os sites FAIRsharing e re3data.org podem ser usados para procurar um repositório de dados certificado e adequado.

Note-se que há muito poucos repositórios para a área de Pesquisa em Ensino e nenhum deles é certificado pelo site re3data.org nem é considerado suportar um padrão de depósito.

Em não havendo repositório específico para nossa área, repositórios generalistas como os seguintes podem ser considerados, embora nem todos ofereçam garantia de que os dados serão preservados permanentemente:

Políticas de compartilhamento de dados

Nossas políticas basicamente incentivam os autores a:

  • depositar seus dados de pesquisa em um repositório que emita um identificador persistente, de preferência um Digital Object Identifier (DOI),
  • incluir no texto uma Declaração de Disponibilidade de Dados, explicando onde e como outras pessoas podem acessar e utilizar esses dados, e
  • citar essa disponibilização dos dados no texto do artigo e na lista de referências.

A revista Educação Matemática pesquisa oferece as seguintes políticas padronizadas de compartilhamento de dados em nossos periódicos:

  • Não aplicável: Caso se trate de um trabalho teórico em que não tenha havido nenhuma criação ou análise de dados.
  • Disponibilização mediante solicitação razoável: Os autores concordam em disponibilizar seus dados mediante solicitação razoável de um leitor. Cabe aos autores determinar se uma solicitação é razoável ou não.
  • Disponíveis: Os autores disponibilizam os dados como ‘arquivos suplementares’ no momento da submissão do artigo.
  • Disponíveis publicamente: Os autores disponibilizam seus dados gratuitamente ao público, mas sem poderem ser reutilizados, p. ex. sob uma licença Creative Commons BY-NC-ND.
  • Dados abertos: Os autores disponibilizam seus dados gratuitamente ao público, sob uma licença que permita a reutilização por qualquer terceiro para fins lícitos, p. ex. sob uma licença Creative Commons BY-NC. Os dados devem ser facilmente encontráveis e totalmente acessíveis.
  • Aberto de acordo com o padrão FAIR (Disponível, acessível, interoperável e reutilizável): Os autores disponibilizam seus dados gratuitamente ao público, sob uma licença que permita a reutilização por qualquer terceiro para fins lícitos. Além disso, os dados devem estar formatados de forma a atender aos 11 princípios FAIR, conforme estabelecido na área de assunto relevante.

Declaração de Disponibilidade de Dados

Ao enviar seu artigo para A revista Educação Matemática pesquisa, será solicitado que o texto contenha uma Declaração de Disponibilidade de Dados.

Uma declaração de disponibilidade de dados é crucial para sinalizar onde os dados associados a um documento estão disponíveis e sob quais condições (licenças) os dados podem ser acessados, incluindo links (quando aplicável) ao conjunto de dados.

A tabela abaixo contém modelos a serem usados, de acordo com a licença de compartilhamento adotada.

Obs.: Como uma declaração de disponibilidade de dados pode revelar sua identidade, o editor se encarregará de removê-la do texto principal antes de enviá-lo para os avaliadores.

Declaração

O compartilhamento de dados não é aplicável a este artigo, pois nenhum dado novo foi criado ou analisado neste estudo.

Os dados que suportam os resultados deste estudo serão disponibilizados pelo autor correspondente, [iniciais do nome correspondente], mediante solicitação razoável.

Os dados que suportam os resultados deste estudo estão disponíveis como ‘arquivos suplementares’ no site da revista Educação Matemática pesquisa .

Os dados que suportam os resultados deste estudo estão disponíveis apenas para consulta em [nome do site] através do link [listar recursos e URLs], mas não podem ser reutilizados.

Os dados que suportam os resultados deste estudo estão disponíveis abertamente em [nome do repositório] através do DOI http://doi.org/[doi]. Esses dados foram derivados dos seguintes recursos disponíveis em domínio público: [listar recursos e URLs] [se for o caso]

Os dados que suportam os resultados deste estudo estão disponíveis abertamente em [nome do repositório] através do DOI http://doi.org/[doi] em formato que permite ser lido e processado automaticamente por computador. Esses dados foram derivados dos seguintes recursos disponíveis em domínio público: [listar recursos e URLs] [se for o caso]

=====================================

POLÍTICAS DE INTERCAMBIO DE DATOS

La revista Educação Matemática Pesquisa sigue una política de incentivar el intercambio de datos de investigación, de forma que esto no viole la privacidad de los sujetos participantes u otras cuestiones éticas relevantes.

¿Por qué compartir datos?

Los datos son un resultado clave de la actividad investigadora y, por lo tanto, todos los datos utilizados en un artículo deben estar debidamente citados, al igual que se citan artículos de revistas científicas, figuras o trabajos presentados en congresos, aunque sean propios.

Existe una tendencia mundial en la que cada vez más agencias de financiación hacen que el intercambio de datos de investigación sea un requisito. También es cada vez más común que algunas áreas del conocimiento pongan a disposición del público sus datos de investigación, lo que garantiza la transparencia y la reproducibilidad.

El intercambio de datos tiene varios beneficios:

  • El intercambio público de datos mejora la solidez del proceso de investigación, apoyando la validación, la transparencia de la investigación y la replicación y verificación de los resultados. Esto, a su vez, puede promover el descubrimiento y el conocimiento científicos.
  • El intercambio de datos facilita la colaboración y puede conducir a su reutilización con mayores oportunidades para realizar metaanálisis y extraer nuevos resultados.
  • El depósito de datos en un repositorio que produce un identificador permanente, como un Identificador de Objeto Digital (DOI), permite a los autores citar el conjunto de datos, lo que permite a los investigadores recibir el crédito debido por su trabajo.
  • El almacenamiento de datos permite su conservación a largo plazo.
  • El almacenamiento de datos ayuda a rastrear el impacto y a la reutilización de conjuntos de datos.
  • El almacenamiento de datos facilita que los lectores comprendan mejor el trabajo.
  • La disponibilidad pública de datos de investigación ayuda a traducir la investigación en la práctica.
  • La disponibilidad pública de datos aumenta la posibilidad de que se descubra la obra.

Repositorios de datos

¿Dónde debo depositar datos?

Un repositorio de datos es un espacio de almacenamiento para que los investigadores depositen conjuntos de datos asociados con su investigación. Los autores que quieran cumplir con una política diaria de intercambio de datos deberán identificar repositorios adecuados para sus datos.

NOTA: Recuerde que el intercambio de datos siempre debe realizarse para no violar la privacidad de los sujetos participantes u otras cuestiones éticas relevantes.

Fomentamos que los autores seleccionen un repositorio de datos que emita un identificador persistente, preferentemente un Identificador de Objeto Digital (DOI) y haya establecido un plan de conservación sólido para garantizar que los datos se conserven de forma permanente. Además, la revista Educação Matemática Pesquisa apoya la Declaración conjunta de principios de citas de Force 11, que recomienda que las citas de datos sean comprensibles para los seres humanos y, al mismo tiempo, legibles y procesables automáticamente por computadoras.

También recomendamos, siempre que sea posible, depositar los datos en un repositorio relevante para su área de especialización y que esté acreditado por su comunidad. Los sitios FAIRsharing y re3data.org se pueden utilizar para buscar un repositorio de datos certificado y adecuado.

Tenga en cuenta que hay muy pocos repositorios para el Área de Investigación Docente y ninguno de ellos está certificado por el sitio web re3data.org , tampoco se considera que admita un estándar de depósito.

En ausencia de un repositorio específico para nuestra área, se pueden considerar repositorios generales como los siguientes, aunque no todos ofrecen garantías de que los datos se conservarán de forma permanente:

Políticas de intercambio de datos

Nuestras políticas básicamente incentivan a los autores a:

  • depositar sus datos de investigación en un repositorio que emita un identificador persistente, preferiblemente un Identificador de Objeto Digital (DOI),
  • incluir una Declaración de disponibilidad de datos en el texto, explicando dónde y cómo otras personas pueden acceder y utilizar esos datos, y
  • citar esta disponibilidad de datos en el texto del artículo y en la lista de referencias.

La revista Educação Matemática Pesquisa ofrece las siguientes políticas estandarizadas de intercambio de datos en nuestros periódicos:

  • No aplicable: si se trata de un trabajo teórico en el que no ha habido ninguna creación ni análisis de datos.
  • Disponibilidad mediante solicitud razonable: los autores acuerdan hacer que sus datos estén disponibles mediante la solicitud razonable de un lector. Depende de los autores determinar si una solicitud es razonable o no.
  • Disponible: los autores ponen los datos a disposición como "archivos complementarios" en el momento de la presentación del artículo.
  • Disponibles públicamente: los autores ponen sus datos a disposición del público de forma gratuita, pero no pueden reutilizarse, p. ej. bajo una licencia Creative Commons BY-NC-ND.
  • Datos abiertos: los autores ponen sus datos a disposición del público de forma gratuita, bajo una licencia que permita la reutilización por cualquier tercero para fines lícitos, p. ej. bajo una licencia Creative Commons BY-NC. Los datos deben ser fácilmente ubicables y completamente accesibles.
  • Abierto según el estándar FAIR (Disponibles, accesibles, interoperables y reutilizables): los autores ponen sus datos a disposición del público de forma gratuita, bajo una licencia que permite su reutilización por cualquier tercero para fines lícitos. Además, los datos deben formatearse para cumplir con los 11 principios FAIR, según lo establecido en el área temática correspondiente.

Declaración de disponibilidad de datos

Al enviar su artículo a la revista Educação Matemática Pesquisa, se solicitará que el texto contenga una Declaración de Disponibilidad de Datos.

Una declaración de disponibilidad de datos es crucial para señalar dónde están disponibles los datos asociados a un documento y bajo qué condiciones (licencias) se puede acceder a los datos, incluidos los links (cuando corresponda) al conjunto de datos.

La siguiente tabla contiene los modelos que se utilizarán, de acuerdo con la licencia de uso compartido adoptada.

Nota: Como una declaración de disponibilidad de datos puede revelar su identidad, el editor se encargará de removerla del texto principal antes de enviarlo a los evaluadores.

Declaración

El intercambio de datos no es aplicable a este artículo, ya que no se han creado ni analizado nuevos datos en este estudio.

Los datos que sustentan los resultados de este estudio serán puestos a disposición por el autor correspondiente, [iniciales del nombre correspondiente], previa solicitud razonable.

Los datos que respaldan los resultados de este estudio están disponibles como 'archivos complementarios' en el sitio web de la revista Educação Matemática Pesquisa.

Los datos que respaldan los resultados de este estudio solo están disponibles para consulta en [nombre del sitio] a través del link [enumerar recursos y URLs], pero no se pueden reutilizar.

Los datos que respaldan los resultados de este estudio están disponibles abiertamente en [nombre del repositorio] a través de DOI http://doi.org/[doi]. Estos datos se derivaron de los siguientes recursos disponibles en el dominio público: [enumerar los recursos y las URLs] [si corresponde]

Los datos que respaldan los resultados de este estudio están disponibles abiertamente en [nombre del repositorio] a través de DOI http://doi.org/[doi] en un formato que se puede leer y procesar automáticamente por computadora. Estos datos se derivaron de los siguientes recursos disponibles en el dominio público: [enumerar los recursos y las URLs] [si corresponde]

=====================================

DATA EXCHANGE POLICIES

The Educação Matemática Pesquisa journal follows a policy of encouraging the exchange of research data, so that this does not violate the privacy of the participating subjects or other relevant ethical issues.

Why share data?

The data are a key result of the research activity and, therefore, all the data used in an article must be duly cited, just like articles from scientific journals, figures, or papers presented at congresses, even if they are their own.

There is a worldwide trend in which a growing number of funding agencies are making research data sharing a requirement. It is also becoming increasingly common for some knowledge areas to make their research data publicly available, ensuring transparency and reproducibility.

Data sharing has several benefits:

  • The public exchange of data improves the robustness of the research process, supporting the validation, transparency of the research, and the replication and verification of results. This, in turn, can promote scientific discovery and knowledge.
  • Data sharing facilitates collaboration and can lead to its reuse with greater opportunities to perform meta-analyses and extract new results.
  • Depositing data in a repository that produces a permanent identifier, such as a Digital Object Identifier (DOI), allows authors to cite the data set, allowing researchers to receive due credit for their work.
  • Data storage enables long-term preservation.
  • Data warehousing helps track the impact and reuse of data sets.
  • Data storage makes it easier for readers to understand your work better.
  • The public availability of research data helps translate research into practice.
  • The public availability of data increases the possibility that the work will be discovered.

Data repositories

Where should I deposit data?

A data repository is a storage space for researchers to deposit data sets associated with their research. Authors who want to adhere to a daily data sharing policy will need to identify suitable repositories for their data.

NOTE: Remember that data exchange should always be done so as not to violate the privacy of the participating subjects or other relevant ethical issues.

We encourage authors to select a data repository that issues a persistent identifier, preferably a Digital Object Identifier (DOI), and has a robust preservation plan in place to ensure that data is permanently preserved. Also, Educação Matemática Pesquisa journal supports Force 11 Joint Declaration of Data Citation Principles , which recommends that data citations be understandable to human beings and, at the same time, automatically readable and actionable by computers.

We also recommend, whenever possible, depositing the data in a repository relevant to your area of expertise and that is accredited by your community. The FAIRsharing and re3data.org sites can be used to search for a suitable certified data repository.

Note that there are very few repositories for the Teaching Research Area and none of them are certified by the re3data.org  website, nor are they considered to support a repository standard.

In the absence of a specific repository for our area, general repositories such as the following can be considered, although not all of them offer guarantees that the data will be kept permanently:

Data exchange policies

Our policies basically encourage authors to:

  • deposit their research data in a repository that issues a persistent identifier, preferably a Digital Object Identifier (DOI),
  • include a Data Availability Statement in the text, explaining where and how other people can access and use that data, and
  • cite this data availability in the text of the article and in the reference list.

Educação Matemática Pesquisa offers the following standardised data exchange policies in our issues:

  • Not applicable: if it is a theoretical work in which there has been no data creation or analysis.
  • Availability by reasonable request: authors agree to make their data available upon reasonable request from a reader. It is up to the authors to determine whether a request is reasonable or not.
  • Available: the authors make the data available as "supplementary files" at the time of submission of the article.
  • Publicly available: authors make their data publicly available for free, but cannot be reused, eg., under a Creative Commons BY-NC-ND license.
  • Open data: authors make their data available to the public for free, under a license that allows reuse by any third party for lawful purposes, eg., under a Creative Commons BY-NC license. The data must be easily located and fully accessible.
  • Open according to the FAIR standards (available, accessible, interoperable and reusable): the authors make their data available to the public for free, under a license that allows its reuse by any third party for lawful purposes. Also, the data must be formatted to comply with the 11 FAIR data principles, as established in the corresponding subject area.

Data availability statement

When submitting your article to the journal Educação Matemática Pesquisa, the text will be requested to contain a Data Availability Statement.

A data availability statement is crucial to indicate where the data associated with a document is available and under what conditions (licenses) the data can be accessed, including links (where applicable) to the data set.

The following table contains the models to be used, according to the shared use license adopted.

Note: As a data availability statement can reveal your identity, the editor will take care of removing it from the main text before sending it to the reviewers.

Statement

Data sharing is not applicable to this article, as no new data has been created or analysed in this study.

The data supporting the results of this study will be made available by the corresponding author, [initials of the corresponding name], upon reasonable request.

The data supporting the results of this study are available as 'supplementary files' on the website of the journal Educação Matemática Pesquisa.

The data supporting the results of this study are only available for consultation at [site name] through the link [list resources and URLs], but cannot be reused.

The data supporting the results of this study are openly available at [repository name] through DOI http://doi.org/[doi]. This data was derived from the following resources available in the public domain: [list resources and URLs] [if applicable]

The data supporting the results of this study are openly available at [repository name] through DOI http://doi.org/[doi] in a format that can be automatically read and processed by computer. This data was derived from the following resources available in the public domain: [list resources and URLs] [if applicable]