INGLÊS PARA FINS ESPECÍFICOS E O ENSINO PARA O SECRETARIADO: DATA DRIVEN LEARNING E TRADUÇÃO

Aline Cantarotti, Paula Tavares Pinto

Resumo


O ensino de inglês para secretariado tem particularidades. Uma delas é a questão da falta de materiais para formação secretarial. Isso se dá, pois, a existência de cursos de secretariado é particular do contexto brasileiro, fazendo com que o público da educação em língua estrangeira neste contexto consuma materiais importados pautados no Inglês para Negócios. Assim, nosso objetivo é propor uma sequência didática (DOLZ; NOVERRAZ; SCHNEUWLY, 2004) pautada nos conceitos teóricos do ESP. Para tanto, usamos recursos online em consonância com os conceitos de Data-Driven Learning (JOHNS, 1991; SARDINHA, 2004) e Tradução para fins específicos (CANTAROTTI; PINTO, 2016).


Palavras-chave


English for Specific Purposes; Secretariado Executivo; Tradução; Data-Driven Learning.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei n. 7.377, de 30 de setembro de 1985. Dispõe sobre o exercício da profissão de secretário e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 1 out. 1985, Seção 1, p. 14314. Disponível em: . Acesso em: 01 nov. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Diretrizes Curriculares Nacionais para os curso de graduação em Secretariado Executivo. Resolução nº 03 da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação, de 23 de junho de 2005. Disponível em: . Acesso em: 01 nov. 2016.

CANTAROTTI, A. PINTO, P. T. Estudos da Tradução na formação em Secretariado Executivo no Brasil – Contribuições. Anais. IV Colóquio Internacional de Estudos Linguísticos e Literários. Junho-2016, p.66-78.

CELANI, M. A. A., HOLMES, J., RAMOS, R.C. G., SCOTT, M. (1988). The Brazilian ESP Project:an Evaluation. São Paulo. EDUC.

CHARLES, M. English for Academic Purposes. In: PALTRIDGE, B.; STARFIELD, S. The Handbook of English for Specific Purposes. Cambridge, 2013.

CHIAPPINI-BARGIELA, F.; ZHANG, Z. Business English. In: PALTRIDGE, B.; STARFIELD, S. The Handbook of English for Specific Purposes. Cambridge, 2013.

DAY, J.; KRZANOWSKI, M. Teaching English for Specific Purposes: an introduction. Cambridge: Cambridge University Press, 2011.

DOLZ, J.; NOVERRAZ, M.; SCHNEUWLY, B. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: SCHNEUWLY, B.; DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. Trad. Roxane Rojo e Glaís Sales Cordeiro. São Paulo: Mercado de Letras, 2004. p. 95-128.

DOLZ, J. As atividades e os exercícios de língua: uma reflexão sobre a engenharia didática. D.E.L.T.A. 32.1, 2016 p. 237-260.

DUDLEY-EVANS, T.; ST. JOHN, M. Developments in English for Specific Purposes. A Multidisciplinary Approach. Cambridge: Cambridge University Press, 1998.

JOHNS, Tim. Should you be persuaded: Two samples of data-driven learning materials. In: JOHNS T.; KING, P.1991 (eds) Classroom Concordancing. ELR Journal v. 4. 1-16., 1991.

JOHNS, A. M. The history of English for Specific Purposes Research. In: PALTRIDGE, B.; STARFIELD, S. The Handbook of English for Specific Purposes. Cambridge, 2013.

LEAL, F. G.; SILVA, A. C. B. R.; VIEIRA, A. M.; SOUSA, S. Formação Superior em Secretariado: análise e reflexões nos contextos Brasil-Portugal. Anais... CISA - Congresso Internacional de Secretariado e Assessoria – Conselho Profissional de Secretariado (Livro de Atas) – Porto, Portugal. Abril-2015, p. 52-75.

LOURENÇO, J. R. A língua inglesa e a atividade secretarial no ambiente corporativo: uma revisão de papéis. The ESPecialist, vol. 34, n. 2,p. 225-246, 2013.

_______________. Atividade secretarial corporativa bilingue: uma proposta de ensino de inglês baseada em corpora voltada às secretárias. The ESPecialist, vol. 36, n. 2, p. 263-279, 2015.

ROBINSON, P. ESP Today: A Practitioner’s Guide. Hertfordshire: Prentice Hall,1991.

SANTOS, E. M. Uma experiência do ensino de francês língua estrangeira no contexto do profissional de secretariado: francês com objetivos específicos? Dissertação. Mestrado em Estudos Linguísticos, Literários e Tradutológicos em Francês. Universidade de São Paulo, 2010. 175 p.

SARDINHA, T. B. Liguística de corpus e linguística aplicada: o ensino de língua estrangeira. Lingüística de corpus. Editora Manole Ltda, 2004.

________________. Como usar a Linguística de Corpus no Ensino de Língua Estrangeira – por uma Linguística de Corpus Educacional Brasileira. In: TAGNIN, S.; VIANA, V. Corpora no ensino de línguas estrangeiras. São Paulo: HUB Editorial, p. 293-348, 2010.

ZUIN, D. C.; FINDLAY, P. Reflections on Secretarial Work and Issues for Further Studies: A Conceptual Contribution. Revista Gestão e Secretariado – Gesec, São Paulo, v.5, n. 3, p. 28-48, set-dez. 2014.




DOI: https://doi.org/10.23925/2318-7115.2018v39i1a3

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Indexicadores

Apoio

A Revista The Especialist e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Lincença Creative Commons: Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0)