Políticas de Investimentos: uma análise de suas ações para manter o equilíbrio financeiros e atuarial do regime próprio de previdência social

Abner David Pereira da Silva, Vera Lúcia Cruz, Ramon Rodrigues dos Santos, Rodrigo José Guerra Leone

Resumo


Esse trabalho teve como objetivo, verificar como as políticas de investimentos do Regime Próprio de Previdência Social estão mantendo o equilíbrio financeiro e atuarial. Para isto, realizou-se uma pesquisa documental nos demonstrativos Demonstrativo da Política de Investimento (DPIN) e no Demonstrativo das Aplicações e Investimentos de Recursos (DAIR ). Conclui-se que os investimentos estão buscando manter o equilíbrio financeiro e atuarial através de aplicações de recursos que visam respeitar as normas estabelecidas pela lei e realizando estratégias de alocações de recursos segundo as perspectivas e visão de cada gestor no que diz respeito a sustentabilidade e rentabilidade necessárias para a manutenção da estabilidade do RPPS.


Texto completo:

PDF

Referências


BERTUCCI, L. A.; DE SOUZA, F. H. R.; FÉLIX, L. F. F. Gerenciamento de risco de fundos de pensão no Brasil: alocação estratégica ou simples foco na meta atuarial? Revista Economia e Gestão, v.6, n. 13, p. 1-17, 2006.

BOGONI, N. M.; FERNANDES, F. C. Gestão de risco nas atividades de investimentos dos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) dos municípios do Estado do Rio Grande do Sul. REAd. Rev. Eletrôn. Adm. (Porto Alegre) [online]. 2011, vol. 17, n.1, pp. 117-148. ISSN 1413-2311. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-23112011000100005.

BRASIL. Modelo de Projeto de lei para instituição/Reestruturação de regime próprio de previdência social municipal. Brasília: MPS, 2005. Disponível em:

. Acesso em: 08 de nov. de 2017.

CAETANO, M. A. Solvência Fiscal de Longo Prazo dos Regimes Próprios de previdência dos estados e Municípios. Disponível em < http://fundacaoanfip. org.br/site/wp- content/uploads/2016/05/artigo-solv%C3%AAncia -dos-RPPS-.-IPEA.pdf >. Acesso em 16 de mai. 2017.

COSTA, Vanessa Barbosa da. Uma análise do equilíbrio financeiro e atuarial dos RPPS’s sob ótica dos Demonstrativo de Resultados da Avaliação Atuarial – DRAA, Natal - RN, 2015. 57 f.

DA COSTA, L. A. O processo de implementação dos regimes próprios de previdência pelos governos estaduais brasileiros e perspectiva de criação da previdência complementar para os servidores públicos. 2011. 76 f. TCC (Graduação em Ciências Econômicas) – Faculdade de Ciências Econômicas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

DA SILVEIRA, Marcos Antônio Coutinho. Eficiência alocativa da política de investimentos do regime próprio de previdência social dos entes federativos brasileiros. Brasília: Ipea, 2013. (Texto para discussão, n. 1862). Disponível em: .

FERREIRA, B. P. Análise de risco da não superação da meta atuarial em fundos de previdência. 2006. 243 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte - MG. 2006.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GONÇALVES, R. M. L. Condicionantes do Risco de Liquidez em cooperativas de economia e crédito mútuo do estado de Minas Gerais. 2005. 118 f. Dissertação (Mestrado em Economia) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa – MG. 2005.

GUIMARÃES, Otoni Gonsalves. Os regimes próprios de previdência social dos servidores públicos do Brasil e o equilíbrio financeiro e atuarial (EFA). Brasília – DF, Jun. 2012. Disponível em: <http://repositorio.fjp.mg.gov.br/consad/bitstream/ 123456789/769/1/C5_TP_OS%20REGIMES%20DE%20PREVID%C3%8ANCIA%20SOCI

AL%20DOS%20SERVIDORES.pdf>. Acesso em: 22 de out. de 2017.

NETO, S.F.T. Métodos de financiamento da previdência social uma síntese. Fortaleza – CE, 1997. Disponível em: . Acesso em: 08 de nov. de 2017.

NOGUEIRA, Narlon Gutierre. O equilíbrio financeiro e atuarial dos RPPS: de princípio constitucional a política pública de Estado. Revista do tribunal de contas do estado de minas gerais. outubro | novembro | dezembro 2011 | v. 81 — n. 4 — ano XXIX. Disponível em:

Acesso em: 08 de nov. de 2017.

PARDO, Paulo. Mercado Financeiro e de Capitais. Maringá. PR: NEAD, 2012. 176 p.

PEREZ, Leonardo Pio; FERREIRA, Pedro Cavalcanti. Efeitos Macroeconômicos e Custos Sociais de uma Transição entre Regimes de Previdência no Brasil. Ensaios Econômicos. Rio de Janeiro – RJ, Nº 556, jul. 2004. Disponível em:

. Acesso em: 22 de out. de 2017.

SANTOS, Heliomar. As reformas da previdência no Brasil e o equilíbrio e atuarial dos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS), dos entes federados estaduais da Região Sudeste. Dissertação do Mestrado Profissional em Administração Pública pela Escola Brasileira de Administração e Empresas – EBAPE da Fundação Getúlio Vargas no RJ, 2014.

VAZ, L. R. O princípio do equilíbrio financeiro e atuarial no sistema previdenciário Brasileiro. Revista Direitos Fundamentais e Democracia, Faculdades Integradas do Brasil, Curitiba - PR. V. 6, fev. 2009.

WEINTRAUB, Arthur Bragança de Vasconcellos. Coexistência do regime de repartição com o regime de capitalização. Revista da faculdade de direito. São Paulo – SP. V.92, 2002. Disponível em: . Acesso em: 08 de nov. de 2017.




DOI: https://doi.org/10.23925/cafi.v1i2.37355

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

A Revista CAFI apoia a Declaração de São Francisco sobre Avaliação de Pesquisa (DORA)

 Cirad assina a Declaração de São Francisco sobre a avaliação da pesquisa (DORA). Logo da iniciativa DORA



Indexadores

Conforme Qualis único de  2017-2018 (divulgado em 2019)


 

 

 

logo

 

Diretórios 

 

 

 

 

Creative Commons

 

A Revista Cafi adota a licença do CC-BY Creative Commons Attribution 4.0

 


ISSN 2595-1750