Novo Código de Ética do contador: uma análise da aceitabilidade na perspectiva dos contadores de Corumbá-ES e os impactos advindos das principais alterações

Geovane Franco, Paulo Geovani dos Santos, Gilmar Tavares Lossa, Alessandra da Silva Campos Souza, Silvana Duarte

Resumo


O novo código de ética profissional do contador está estabelecido na Norma Brasileira de Contabilidade (NBC PG 01), aprovada pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC) em 7 de fevereiro de 2019. Este estudo tem como objetivo analisar a aceitabilidade do novo código de ética na perspectiva dos contadores, com base na sua atualização que entrou em vigor em 1 de junho de 2019, tendo suas devidas atualizações e exclusões consideradas significativas. Utilizou-se a metodologia classificada como quantitativa, descritiva, documental, e por meio de coleta de dados, os dados apontaram que dos contadores analisados durante a pesquisa, apenas 76% dos contadores da cidade de Corumbá-MS, estavam cientes da atualização do código. Quanto ao aspecto do aviltamento que não consta mais no novo código, cerca de 70% foram contra a atualização, pois será prejudicial à classe contábil. Quanto à divulgação de preços e gratuidades, 76% são contra, devido à desvalorização da classe, evidência que geraria competição desleal e até mesmo a desunião da classe. Quanto ao tabelamento de preços, as respostas se dividiram em 50% contra e 50% a favor.

Texto completo:

PDF

Referências


Anjos, L. C. M.; Silva, D. J. C.; Neto, A. R. & Miranda, L. C. (2011). Código de ética e o comportamento ético na vida pessoal: um estudo junto a +pessoas envolvidas com a contabilidade. Revista Contábil. UFBA.

Bittar, E. C. B. (2012). Curso de ética jurídica: ética geral e profissional. São Paulo: Saraiva.

Conselho Federal de Contabilidade (1996). Resolução CFC Nº 803, de 10 de outubro de 1996. Aprova o Código de Ética Profissional do Contabilista – CEPC. Brasília. Disponível em http://cfcspw.cfc.org.br/resolucoes_cfc/RES_ 803.doc. Acesso em: 08 junho 2019.

Conselho Federal de Contabilidade (2019). Norma Brasileira de Contabilidade, nbc pg 01, de 7 de fevereiro de 2019. Aprova a NBC PG 01 – Código de Ética Profissional do Contador. Brasília. Disponível em http://www1.cfc. org.br/sisweb/SRE/docs/ NBCPG01.pdf. Acesso em: 08 junho 2009.

Della, F. V. A.; Ceolin, R.; Neubaer, V.S.; Leal, R. B.; Silva, E. M. T.; Virgolin, I. W. C. & Camargo, B. F. (2014). Ética no horizonte do profissional contábil. Revista interdisciplinar de ensino, pesquisa e extensão, V.2.

Duarte, S. (2012). ICMS Transparente: Uma Ferramenta a Serviço da Gestão Sustentável da Arrecadação Estadual. Revista Científica Semana Acadêmica, Fortaleza.

Franco, G.; Frota, N. M. E. & Duarte, S. (2019). Uma análise da arrecadação de compensação financeira pela exploração de recursos minerais em Corumbá-MS e os impactos gerados para a receita pública do município. Revista Científica Semana Acadêmica, Fortaleza.

Glock, R. S. & Goldin, J. R. (2003). Ética profissional é compromisso social. Mundo jovem 4, v.4, n.335.

Gouvêa, P. E. & Avanço, L. (2015). Ética e fraudes contábeis. Revista de ciência jurídicas.

Helder, R. R. (2006). Como fazer análise documental. Porto, Universidade de Algarve.

Kraemer, M. E. P. (2001). Ética, sigilo e o profissional contábil. Contabilidade vista & revista.

Lisboa, L. P. (1997). Ética geral e profissional em contabilidade. São Paulo: Atlas.

Manhani, L. P. S. (2015). As perspectivas do profissional contábil e o ensino da contabilidade. Revista de Ciências Gerenciais, v. 10, n. 12, p. 25-33.

Megliorini, E.; Gallo, M.F.; Silva, A. F. & Peters, M. R. S. (2010). Ética na contabilidade de custos–dilemas dos profissionais da contabilidade de custos. Revista de Contabilidade do mestrado em Ciências Contábeis da UERJ, Rio de Janeiro.

Moraes, M. C. C.; Silva, A. N. C. & Carvalho, F. A. A. (2010). O comportamento dos futuros contabilistas perante diferentes dilemas éticos. Pensar contábil.

Netto, J. P. (2006). A construção do projeto ético-político do Serviço Social. Serviço Social e saúde: formação e trabalho profissional, v. 4, p. 141-160.

Oliveira, J.C.P.; Oliveira, A. L.; Morais, F. A. M.; Silva, G. M. & Silva, C. N. M. (2016). O questionário, o formulário e a entrevista como instrumentos de coleta de dados: vantagens e desvantagens do seu uso na pesquisa de campo em ciências humanas. III CONEDU – Congresso Nacional de Educação.

Silva, A. C. R. (2003). Metodologia da pesquisa aplicada à Contabilidade. São Paulo: Atlas.

Taille, Y. (2007). Moral e ética: dimensões intelectuais e afetivas. Artmed Editora, 2007.




DOI: https://doi.org/10.23925/cafi.v3i2.45566

Apontamentos



 

A Revista CAFI apoia a Declaração de São Francisco sobre Avaliação de Pesquisa (DORA)

 Cirad assina a Declaração de São Francisco sobre a avaliação da pesquisa (DORA). Logo da iniciativa DORA



Indexadores

Conforme Qualis único de  2017-2018 (divulgado em 2019)


 

 

 

logo

 

Diretórios 

 

 

 

 

Creative Commons

 

A Revista Cafi adota a licença do CC-BY Creative Commons Attribution 4.0

 


ISSN 2595-1750