Hellp síndrome puerperal, uma patologia quase invisível

Autores

  • Henri Augusto Korkes Docente, Medicina, FCMS/PUC-SP
  • Caroliny Evangelista Acadêmico, Medicina, FCMS/PUC-SP
  • Carolina Daniela Ricci

Palavras-chave:

Síndrome HELLP, pressão arterial, puerpério

Resumo

Introdução: A síndrome HELLP é uma complicação grave da gravidez caracterizada por hemólise, aumento de enzimas hepáticas e baixa contagem de plaquetas, ocorrendo em 0,5% a 0,9% de todas as gestações. Cerca de 30% dos casos podem ocorrer após o parto, e a escassez de sintomas a tornam uma patologia fatal. Objetivo: Apresentar um caso clínico de Síndrome HELLP Puerperal com níveis pressóricos normais durante a gestação. Metodologia: O caso foi acompanhado no serviço de Obstetrícia e posteriormente na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Lucinda de Sorocaba. A descrição do relato de caso foi embasada na literatura. Relato de Caso: Paciente de 24 anos, G2P2A0, puérpera de parto normal, não apresentou nenhuma patologia durante a gestação e foi acompanhada no serviço de baixo risco. No primeiro dia pós-parto, queixou-se de sangramento gengival. Ao exame físico apresentou pressão arterial elevada (160x100mmHg) e quadro de icterícia. Foram solicitados exames laboratoriais que confirmaram HELLP com aumento de enzimas hepáticas, plaquetopenia e sinais de hemólise com hiperbilirrubinemia e anemia. A paciente evoluiu com falência renal e necessidade de diálise. Permaneceu sob cuidados intensivos por 8 dias, apresentando melhora clínica e normalização dos exames complementares. Conclusão: A HELLP Síndrome ou a pré-eclâmpsia ocorridas no período puerperal possuem índices elevados e alarmantes de mortalidade. Ressaltamos com esse relato a importância de se manter os profissionais assistentes sempre atentos para esse diagnóstico, que embora seja pouco frequente na prática clínica e muitas vezes pobre em sintomatologia é potencialmente fatal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Daniela Ricci

Acadêmico, Medicina, FCMS/PUC-SP

Publicado

2016-10-07

Como Citar

Korkes, H. A., Evangelista, C., & Ricci, C. D. (2016). Hellp síndrome puerperal, uma patologia quase invisível. Revista Da Faculdade De Ciências Médicas De Sorocaba, 18(Supl.), 11. Recuperado de https://revistas.pucsp.br/index.php/RFCMS/article/view/29689