O QUE NOS ENSINAM OS AUTISTAS

Bernard Nominé

Resumo


Resumo: Através da experiência clínica, procura-se formalizar a
especi'cidade estrutural do chamado espectro do autismo a partir da
psicanálise. Propõe-se que o autista recusa a alienação fundamental
ao signi'cante mestre, denominado S1, operação fundamental para
a formação de um corpo simbólico e imaginário. Em alguns casos, a
aderência ao signi'cante é integral e sem restos, colocando em jogo a
problemática do gozo nos casos de autismo. Através de uma releitura do
caso Dick, de Melanie Klein, propõe-se uma formalização que Lacan
denominou enxerto de signi'cante como uma prótese do discurso do
mestre.
Palavras-chave: espectro autista; Kanner; Asperger; sujeito; discurso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5546/peste.v4i2.22112