“Não ela” ou a tentativa de construir cenicamente a representação de um gênero não inteligível

Oliver Olívia Laguas Fernandes

Resumo


Ensaios não apresentam obrigatoriedade de resumos.

Texto completo:

PDF

Referências


BUTLER, Judith. Problemas de gênero: Feminismo e a subversão da identidade. 18ª. ed. Rio de Janeiro RJ: Civilização brasileira, 2019.

BOSCO, Francisco. Violência e sociedade do espetáculo. In: NOVAES, Adauto. Fontes passionais da violência. 1ª. ed. São Paulo SP: Edições SESC, 2015. cap. 3, p. 35-57.

FÉRAL, Josette. Além dos limites: Teoria e prática do teatro. 1ª. ed. São Paulo SP: Perspectiva, 2015.

PRECIADO, Paul B. Manifesto contrassexual: Práticas subversivas de identidade sexual. 1ª. ed. São Paulo SP: N-1 edições, 2017.

MIYAZAKI, Lucas. Não ela, dramaturgia, 2019.




DOI: https://doi.org/10.23925/2675-8253.2020v1IiENS2

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Avesso: Pensamento, Memória e Sociedade

Indexadores: CiteFactor, I2OR, Latindex, Directory of Research Journals Indexing (DRJI) , LivRe, Sumários.org, Diadorim, Google Scholar e Copernicus. 

                       

Preservado pela Rede Cariniana e pelo sistema Lockss: