A inculturação da celebração da fé

Valeriano dos Santos Costa

Resumo


A inculturação da Liturgia é uma atitude natural, considerando que a celebração da fé já nasce inculturada num contexto simbólico e social. Com o passar dos séculos, a liturgia que Cristo fundou no Cenáculo teve que passar por três inculturações de grande porte: a inculturação grega, a romana pura e a romano-germânica. A reforma litúrgica do Concílio Vaticano II aponta para uma quarta grande inculturação, que depende de alguns fatores, como a correta interpretação do Concílio Vaticano II e um empenho necessário para que a inculturação ocorra.

Palavras-chave


inculturação; liturgia; Cristo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19176/rct.v0i60.15657

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



ISSN Online 2317-4307 | Impresso (descontinuada) 0104-0529

A Revista de Cultura Teológica e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/culturateo. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/culturateo.


A Revista de Cultura Teológica está:

Associada a:

Indexada em:

  Google Acadêmico

Presença em Bibliotecas: