REVELAÇÃO, MISSÃO E INTERCULTURALIDADE: UMA ABORDAGEM A PARTIR DA PRETENSÃO UNIVERSAL DO CRISTIANISMO

Alonso Gonçalves

Resumo


O artigo procura discutir a ambiguidade entre a validade de uma expressão religiosa, no caso aqui, mais especificamente, a indígena, e, ao mesmo tempo, a narrativa de aproximação a partir da inculturação. Com isso, pretendemos demonstrar que o uso do termo/conceito “inculturação” como principal ferramenta de abordagem missionária, carrega uma certa ambiguidade quando se admite o lugar de fala de expressões religiosas, mas ainda assim trata a cultura e a religião do outro com certas carências. Isso se dá de uma via apenas, uma vez que expressões religiosas como as indígenas, não carregam o mesmo modus operandi missionário por não terem essa incumbência, mas também por não possuírem uma religião de característica hegemônica, como é o cristianismo. Uma vez admitindo a manifestação revelacional nas demais expressões religiosas de maneira paritária e não ambivalente, a inculturação teria algumas dificuldades narrativas para fazer essa aproximação com o cristianismo e religiosidade indígena. Assim, entendemos que a interculturalidade seria um caminho para tal aproximação por favorecer meios teórico-narrativos por conter alguns elementos equitativos, não comparativos, mas também não acríticos, quando em uma perspectiva que leve em consideração a revelação em projeto teológico-missionário.

Palavras-chave: Inculturação. Interculturalidade. Revelação. Missão. Indígenas. 


Texto completo:

PDF

Referências


ALTMANN, Lori; ZWETSCH, Roberto E. “Chega de sofrimento! Lutas de resistência dos povos indígenas do Brasil”. In: ZWETSCH, Roberto E. (Org.). 500 anos de invasão, 500 anos de resistência. São Paulo: Paulinas/CEDI, 1992, p. 101-109.

BECKA, Michelle. Interculturalidade no pensamento de Raúl Fornet-Betancourt. São Leopoldo: Nova Harmonia, 2010.

BERNHARDT, Reinhold. La pretensión de absolutez del cristianismo: desde la ilustración hasta la teología pluralista de la religión. Bilbao: Desclée De Brouwer, 2000.

CABRAL, Alexandre Marques. Morte e ressurreição dos deuses: ensaio de crítica ao monótono-teísmo metafísico cristão. Rio de Janeiro: Via Verita, 2015.

DUPUIS, Jacques. O cristianismo e as religiões: do desencontro ao encontro. São Paulo: Loyola, 2004.

DUPUIS, Jacques. Rumo a uma teologia cristã do pluralismo religioso. São Paulo: Paulinas, 1999.

DUSSEL, Enrique D. Caminhos de libertação latino-americana: interpretação histórico-teológica. São Paulo: Paulinas, 1984.

DUSSEL, Enrique D. Filosofías del sur: descolonización y transmodernidad. Ciudad de México: Akal, 2015.

FORNET-BETANCOURT, Raúl. “De la significación de la filosofía latinoamerica para la superación del eurocentrismo”. In: SAMBONI, Alexander Cerón (Ed.). Estudios de una filosofía intercultural en la propuesta de Raúl Fornet-Betancourt. Nova Petrópolis: Nova Harmonia, 2011, p. 21-37.

FORNET-BETANCOURT, Raúl. Interculturalidade: críticas, diálogo e perspectivas. São Leopoldo: Nova Harmonia, 2004.

FORNET-BETANCOURT, Raúl. Questões de método para uma filosofia intercultural a partir da Ibero-América. São Leopoldo: UNISINOS, 1994.

FORNET-BETANCOURT, Raúl. Religião e interculturalidade. São Leopoldo: Sinodal, 2007.

GEFFRÉ, Claude. “A fé na era do pluralismo religioso”. In: TEIXEIRA, Faustino (Org.). Diálogo de pássaros: nos caminhos do diálogo inter-religioso. São Paulo: Paulinas, 1993, p. 61-74.

GEFFRÉ, Claude. De Babel a Pentecostes: ensaios de teologia inter-religiosa. São Paulo: Paulus, 2013.

KNITTER, Paul. “A transformação da missão no paradigma pluralista”, Concilium, n. 319, 2007/1, p. 99-109.

MELIÀ, Bartomeu. “O encobrimento da América”. In: ZWETSCH, Roberto E. (Org.). 500 anos de invasão, 500 anos de resistência. São Paulo: Paulinas/CEDI, 1992, p. 67-80.

MIRANDA, Mário de França. “Uma inculturação privilegiada da fé”. In: TAVARES, Sinivaldo S. (Org.). Inculturação da fé. Petrópolis: Vozes, 2001, p. 25-43.

MIRANDA, Mário de França. Inculturação da fé: uma abordagem teológica. São Paulo: Loyola, 2001a.

OLIVEIRA, David Mesquiati. Diálogo e missão nos Andes: um estudo de teologia da missão latino-americana. São Paulo: Reflexão, 2017.

PRADO, Abdennur. Genealogía del monoteísmo: la religión como dispositivo colonial. Ciudad de México: Akal, 2018.

RIEGER, Joerg. Cristo e império: de Paulo aos tempos pós-coloniais. São Paulo: Paulus, 2009.

ROCHA, Alessandro Rodrigues. Teologia sistemática no horizonte pós-moderno: um novo lugar para a linguagem teológica. São Paulo: Vida, 2007.

SUESS, Paulo. “Cultura e religião”. In: SUESS, Paulo (Org.). Culturas e evangelização: a unidade da razão evangélica na multiplicidade de suas vozes – pressupostos, desafios e compromissos. São Paulo: Loyola, 1991, p. 41-65.

SUESS, Paulo. “Pluralismo e missão: por uma hermenêutica da alteridade”. In: VIGIL, José Maria [et. al.] (Orgs.). Teologia pluralista libertadora intercontinental. São Paulo: Paulinas, 2008, p. 89-111.

SUESS, Paulo. Evangelizar a partir dos projetos históricos dos outros: ensaio de missiologia. São Paulo: Paulus, 1995.

SUESS, Paulo. Introdução à teologia da missão: convocar e enviar – testemunhas do reino. 3 ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

SUSIN, Luiz Carlos. “Revelação e condicionamento cultural”. In: SUESS, Paulo (Org.). Culturas e evangelização: a unidade da razão evangélica na multiplicidade de suas vozes – pressupostos, desafios e compromissos. São Paulo: Loyola, 1991, p. 173-189.

TAMEZ, Elsa. “Quetzalcóatl e o Deus cristão: aliança e luta de deuses”. In: ZWETSCH, Roberto E. (Org.). 500 anos de invasão, 500 anos de resistência. São Paulo: Paulinas/CEDI, 1992, p. 125-170.

TEIXEIRA, Faustino. “Inculturação da fé e pluralismo religioso”. In: TAVARES, Sinivaldo S. (Org.). Inculturação da fé. Petrópolis: Vozes, 2001, p. 82-94.

TEIXEIRA, Faustino. Cristianismo e diálogo inter-religioso. São Paulo: Fonte Editorial, 2014.

TEIXEIRA, Faustino. Teologia das religiões: uma visão panorâmica. São Paulo: Paulinas, 1995.

VIGIL, José Maria. Teologia do pluralismo religioso: para uma releitura pluralista do cristianismo. São Paulo: Paulus, 2006.

WALIGGO, John. “Inculturação”. In: LOSSKY, Nicholas [et. al.] (Eds.). Dicionário do movimento ecumênico. Petrópolis: Vozes, 2005, p. 651.

ZWETSCH, Roberto E. “Teologia da libertação e interculturalidade: aproximações e avaliação crítica”. In: ZWETSCH, Roberto E. (Org.). Conviver: ensaios para uma teologia intercultural latino-americana. São Leopoldo: Sinodal, 2015, p. 107-128.




DOI: https://doi.org/10.23925/rct.i97.50774

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista de Cultura Teológica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN Online 2317-4307 | Impresso (descontinuada) 0104-0529

A Revista de Cultura Teológica e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/culturateo. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/culturateo.


A Revista de Cultura Teológica está:

Associada a:

Indexada em:

  Google Acadêmico

Presença em Bibliotecas: