Avaliação da função auditiva central em idosos e suas contribuições para a adaptação de próteses auditivas

Anna C. M. Perrella, Fátima C. A. Branco-Barreiro

Resumo


O presente estudo investigou a função auditiva central em idosos que, submetidos ao processo de seleção e adaptação de prótese auditiva, não obtiveram sucesso com a adaptação binaural, relatando melhor aproveitamento com o uso da amplificação monoaural, mesmo apresentando perda auditiva bilateral simétrica. Após a aplicação de um questionário para a investigação dos possíveis fatores que poderiam ter contribuído para a rejeição da prótese auditiva, os sujeitos foram submetidos à avaliação da função auditiva periférica, composta por audiometria tonal, vocal e medidas de imitância acústica e à avaliação da função auditiva central, por meio dos testes Dígitos Dicóticos e Dissílabos Alternados e Sobrepostos. Realizou-se uma análise qualitativa buscando relacionar os resultados de aplicação dos testes da função auditiva central e a preferência do sujeito quanto à amplificação e compreender se uma possível discrepância entre a performance nas duas orelhas constituiria um fator que contribuiu para a opção de adaptação monoaural. Apenas um sujeito apresentou resultados discrepantes entre as duas orelhas, e a orelha que obteve resultados melhores apresentava maior aproveitamento com a amplificação. Concluiu-se que a presença de um comprometimento da função auditiva central pode interferir negativamente no processo de seleção e adaptação de próteses auditivas. Portanto, mostra-se necessário a inclusão de testes que avaliam essa função no processo de seleção e adaptação de próteses auditivas, especialmente nos casos de pacientes idosos.

Palavras-chave


doenças auditivas centrais; percepção auditiva; idoso; presbiacusia

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.