Avaliação da linguagem de pacientes no leito hospitalar depois do Acidente Vascular Cerebral

Autores

  • Stefanie Melo Lima Universidade Estadual de Campinas
  • Irani Maldonade Universidade Estadual de Campinas

Palavras-chave:

Acidente Vascular Cerebral, Linguagem, Pacientes Internados, Fonoaudiologia

Resumo

Introdução: O Acidente Vascular Cerebral é apontado como uma das principais causas de óbito, além de ser a patologia que mais causa incapacidade funcional. Dentre as sequelas, estão as alterações de linguagem. Assim, torna-se importante conhecê-las ainda no leito hospitalar. Objetivo: Traçar o perfil dos pacientes internados após o acidente vascular cerebral e identificar comprometimentos da linguagem. Método: Foram avaliados 11 pacientes pós-AVC internados, que apresentaram nível de consciência suficiente para realização da avaliação de linguagem através da aplicação de um roteiro semi estruturado. Resultados: Encontrou-se maior ocorrência do acidente vascular cerebral isquêmico. O acidente vascular cerebral foi mais frequente entre 40 a 49 anos, não havendo diferenças em relação ao gênero. As avaliações de linguagem apontaram diferentes comprometimentos: a) a linguagem verbal e mista (gestual e verbal) ocorreram na mesma proporção; b) a compreensão da linguagem estava preservada na maioria dos casos, assim como a manutenção do tópico discursivo no diálogo; c) 4 pacientes não conseguiram introduzir novo tópico discursivo, apenas 6 conseguiram formar frases completas e 9 apresentaram alterações fonoarticulatórias e/ou vocais. Conclusão: A aplicação do roteiro ainda no leito hospitalar possibilitou identificar as principais alterações de linguagem, apoiar as orientações feitas pelo fonoaudiólogo aos familiares e aos profissionais de saúde que atendem o paciente no hospital. Avaliar a linguagem no leito hospitalar é imprescindível para referendar o relatório de alta hospitalar e encaminhar, quando necessário, os pacientes para iniciar a reabilitação no momento adequado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Stefanie Melo Lima, Universidade Estadual de Campinas

Bacharel em Fonoaudiologia pela Universidade Estadual de Campinas. Residente em Saúde do Adulto e do Idoso pela Universidade Estadual de Campinas 

Irani Maldonade, Universidade Estadual de Campinas

Bacharel em Fonoaudiologia e Linguística, Mestre e Doutora em Linguística pelo IEL/Unicamp. Docente do Departamento de Desenvolvimento Humano e Reabilitação da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, atuante na graduação, pós-graduação e Residência Multiprofissional em Saúde. 

Publicado

2017-01-18

Edição

Seção

Artigos