Diferentes possibilidades enunciativas no atendimento fonoaudiológico de um sujeito autista

Laine dos Santos Pimentel, Marcus Vinicius Borges Oliveira

Resumo


Introdução: O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) tem sido historicamente descrito, dentro da literatura das ciências da saúde, quase que unicamente como uma patologia. No entanto, este também pode ser encarado como uma condição que resulta em uma identidade profundamente diferente. Objetivo: Esta pesquisa visa compreender o papel das diferentes possibilidades enunciativas, tanto verbais quanto não verbais, no atendimento fonoaudiológico de um sujeito autista. Método: Trata-se de um estudo de caso de natureza qualitativa, de cunho explicativo, referente à análise do atendimento fonoaudiológico de um adolescente numa clínica escola de uma universidade pública. Apresentação do caso clínico: Partimos de uma abordagem dialógica fundamentada no pensamento do Círculo de Bakhtin, que compreende que o diálogo não se restringe somente àquilo que pode ser verbalizado no momento presente da enunciação, mas se trata de um processo contínuo e ininterrupto constituído pela linguagem ecoando responsivamente nos interlocutores. Por meio dessa abordagem, refletimos sobre os sujeitos autistas que pouco utilizam a fala, mas que vivem intensamente em um mundo verbal, utilizando diferentes possibilidades enunciativas para atingir o seu querer dizer. Neste caso estudado, destaca-se o uso de recursos digitais, da escrita, música e gestos como meios significativos e dialógicos. Considerações Finais: Por fim, buscamos contribuir para a ampliação do olhar sobre o TEA, revelando singularidades e potencialidades que não se encerram no sujeito estudado, mas incidem sobre as abordagens terapêuticas e a estruturação do espaço clínico fonoaudiológico.


Palavras-chave


Fonoaudiologia; Desenvolvimento de Linguagem; Transtorno do Espectro Autista

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-2724.2021v33i1p1-13

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.