Promoção à saúde vocal em homens transgêneros

Eduardo Ramos da Silva, Sandra Maria de Alencastro de Oliveira, Maria Gabriella Pacheco da Silva

Resumo


Objetivo: Relatar a experiência da assistência fonoaudiológica na promoção à saúde vocal em homens transgêneros. Método: Trata-se de um estudo descritivo, qualitativo do tipo relato de experiência desenvolvido a partir das vivências do projeto de extensão universitária. O campo de práticas aconteceu em uma universidade privada, durante o segundo semestre do ano de 2019. Participaram oito homens trans com faixa etária entre 19 a 24 anos. Os atendimentos aconteceram uma vez por semana, em formato individual, pautados na integralidade, ou seja, as condutas terapêuticas foram adotadas a partir das necessidades e demandas dos sujeitos. Foi realizada uma avaliação vocal e aplicados instrumentos de avaliação vocal. Resultados: A principal queixa referida pelos participantes foi a oscilação entre grave e agudo da voz durante sua comunicação e atividades de vida diária. Observou-se a satisfação dos participantes quanto aos exercícios vocais de fonoterapia. Considerações finais: A assistência fonoaudiológica, no âmbito da população trans, tem mostrado sua importância no aprimoramento vocal, tornando-se mais um campo de atuação da Fonoaudiologia.


Palavras-chave


Voz; Saúde pública; Fonoaudiologia; Qualidade da voz; Pessoas Transgênero

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-2724.2021v33i1p173-177

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.