O PARADOXO DA HERMENÊUTICA JUDICIAL IDEOLÓGICA.

ALESSANDRA SCHERMA SCHURIG

Resumo


Partindo da polissemia do conceito de ideologia, define-se que a interpretação judicial que se classifica como neutra e sem ideologias segue o paradigma metafísico que encobre a iluminação das estruturas de compreensão e define linguagem como terceiro entre sujeito e objeto. Demonstradas as incorreções do paradigma metafisico, propõe-se a adoção do paradigma hermenêutico da filosofia não analítica da linguagem visando transformar a impossibilidade de neutralidade em potencial interpretativo dialógico e construtivo para o processo judicial.  

    

Palavras-chave


Metafísica; Filosofia não analítica da linguagem; Interpretação judicial; Ideologia

Texto completo:

PDF

Referências


CARNEIRO, WALBER. 2011. Hermenêutica jurídica heterorreflexiva: uma teoria dialógica do direito. Porto Alegre : Livraria do Advogado, 2011.

GADAMER, HANS-GEORG. 1999. Verdade e Método. Petrópolis : Editora Vozes, 1999.

HABERMAS, JURGEN. 1988. Pensamento pós metafísico. Rio de Janeiro : Edições Tempo Brasileiro, 1988.

HEIDEGGER, MARTIN. 2003. A caminho da linguagem. São Paulo : Vozes, 2003.

—. 1987. Que é uma coisa? Lisboa : Edições 70, 1987.

KUHN, THOMAS. 2013. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo : Editora Perspectiva S.A., 2013.

LACAN, JACQUES. 1994. Seminário. A psicose. Rio de Janeiro : Jorge Zahar Editor, 1994.

MIGUENS, SOFIA. 2007. Filosofia da Linguagem: uma introdução. Porto : Universidade do Porto, 2007.

NUNES, BENEDITO. 2002. Heidegger & Ser e tempo. Rio de Janeiro : Jorge Zahar, 2002.

OLIVEIRA, MANFREDO ARAÚJO DE. 1996. Reviravolta linguistico-pragmática na filosofia contemporânea. São Paulo : Loyola, 1996.

TOLEDO, JOAQUIM ELÓI CIRNE DE. 2018. Richard Rorty e a emergência da filosofia pós-analítica nos Estados Unidos: transformações institucionais e crise disciplinar, 1970-1980. 1, 2018, Griot, Vol. 17, pp. 377-397.

RORTY, RICHARD. 1995. A Filosofia e o espelho da natureza. Rio de Janeiro : Relume Dumará, 1995.

STRECK, LENIO LUIZ. 2007. Hermenêutica Juridica e (m) Crise. Porto Alegre : Livraria do Advogado, 2007.




DOI: https://doi.org/10.23925/2596-3333.2019v1i2a3

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores: