Literatura digital, eletrônica ou hipermidiática: tendências contemporâneas de leitura para crianças e adolescentes

Daniela Maria Segabinazi, Valnikson Viana de Oliveira

Resumo


A proposta deste artigo é refletir sobre conceitos e diferentes abordagens decorrentes da renovação da produção literária infantil e juvenil, evidenciando mais precisamente sua transposição do suporte impresso para o meio digital, eletrônico ou hipermidiático. Voltamos o nosso olhar para o percurso desta vertente a partir dos anos 1970, abarcando novas propostas temáticas e artifícios de aproximação com o público-alvo, até as atuais tendências de leitura a ela relacionadas. Valemo-nos especialmente dos apontamentos de Hayles (2009) e Kirchof (2009; 2014) para entender o contexto de elaboração das recentes plataformas voltadas ao leitor iniciante, tomando como principal exemplo o livro O menino e o foguete (2016), do escritor Marcelo Rubens Paiva e do ilustrador Alexandre Rampazo, lançado como parte do programa Itaú Criança, da Fundação Itaú Social. Tal obra evidencia o surgimento de um novo formato que só pode ser acessado em tablets e smartphones por uma página na rede social Facebook.


Palavras-chave


Literatura infantil e juvenil; Literatura digital; Hipermídia; Cibercultura

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.23925/1983-4373.2018i20p269-290

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.