Afasia e desrazão em A arte de produzir efeito sem causa, de Lourenço Mutarelli

Thiago Henriques Tiriba, Maria Rosa Duarte Oliveira

Resumo


O quarto romance de Lourenço Mutarelli, A arte de produzir efeito sem causa (2008), é um campo fértil para a reflexão acerca do fenômeno literário sob as marcas da desrazão e do nonsense, efeitos de um processo afásico que invade todos os planos do romance. O distúrbio cognitivo-linguístico da afasia, mais do que um mero dado do enredo, constitui-se como um dispositivo que contamina narrador, personagens, conexões intra e inter capítulos, bem como o projeto gráfico-visual estruturador do livro. A desativação das regras discursivas provocada pela afasia gera uma narrativa na qual o encadeamento está rompido, expondo um lugar fraturado no qual se verifica a ruína da arte de narrar. Ao pôr em crise o princípio lógico da causalidade, que determina que todo efeito deve ser consequência de alguma causa, o romance atinge uma dimensão estética, ética e política e pode ser considerado um experimento-limite do gênero na atualidade.


Palavras-chave


Desrazão; Nonsense; Afasia; A arte de produzir efeito sem causa; Lourenço Mutarelli

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1983-4373.2020i25p92-108

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 FronteiraZ. Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em:

Apoio: