ESPIRITUALIDADE, AUTOCONHECIMENTO E EXPRESSÃO ARTÍSTICO-CIENTÍFICA

Gazy Andraus Andraus, Maria Regina Cerávolo

Resumo


nesse 1º semestre de 2017, cumprindo o previsto anteriormente, se  aprofunda na pesquisa da História da Arte para o entendimento das origens da Arte Visionária, estudando-se a obra Gaia, do artista visionário Alex Grey. Trabalhos como a pintura ‘Gaia’, de Alex Grey servem para uso interdisciplinar educacional incentivando o reconhecimento e afloramento da inteligência sensível (intuitiva aliada à racional). Com bases da ciência cognitiva perpassando pela Arte pré-histórica; romantismo – William Blake; impressionismo – primeiro movimento da arte moderna, focando em Manet; simbolismo, postura espiritual aberta, programa múltiplo de contraste contra a perfeição clássica, passando pelo expressionismo, interioridade do artista, Die Brucke, Der Blaue Reiter, Kandinsky; arte abstrata; surrealismo, figuração imaginativa; Max Ernest; Hieronymous Bosch; Goya; Salvador Dali; surrealismo abstrato, Joan Miro; Hans Arp; arte psicodélica e finalmente, arte visionária, enquanto movimento histórico cultural, realismo fantástico e arte fantástica. Objetivamos com este subtema de nossa pesquisa a atualização dos conceitos de arte, através de uma visão holística pela arte exemplificadamente imagético-informacional do artista Alex Grey, cuja obra é expressa por pinturas ‘místicas’ e de camadas amplificadas pela consciência transcendente

Palavras-chave


ESPIRITUALIDADE; AUTOCONHECIMENTO; EXPRESSÃO ARTÍSTICO-CIENTÍFICA

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRAUS, Gazy. As Histórias em Quadrinhos como informação imagética integrada ao ensino universitário. Tese de doutorado. USP: São Paulo, 2006. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27154/tde-13112008-182154/

DE GREGORI, Waldemar. Os poderes dos seus três cérebros. São Paulo: Pancast, 1999.

GOMBRICH, E. H. A História da Arte. Trad. De Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1983.

______ Arte e ilusão – um estudo da psicologia da representação pictórica. Trad. Raul de Sá Barbosa. São Paulo: Martins Fontes Editora, 2007.

GROENSTEEN, Thierry. História em Quadrinhos: essa desconhecida arte popular. Col. Quiosque 1. João Pessoa: Marca de Fantasia, 2004.

JUNG, Carl Gustav. O homem e seus símbolos. Trad. Maria Lúcia Pinho. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 1964.

LEROI-GOURHAN, André. As religiões da pré-história. Trad. Maria Inês de Franca Souza Ferro. Lisboa: Edições 70, 2007.

MIX. Imagens: www.arte pré histórica/cultura – cultura mix – pesquisa por imagem, em 08/05/2017.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2179-7498

Interespe está indexada em: