Análise da relação entre o tempo de realização do Timed Get Up and Go e episódios de quedas recorrentes relatadas pelos pacientes idosos inseridos em serviço ambulatorial

Alexandre Prieto Valente, Caio Vinícius Villalón e Tramont, Kênia Maynard Silva, Luciana Branco da Motta, Célia Pereira Caldas

Resumo


As quedas adquirem maior relevância com o aumento da população idosa em termos de saúde pública e de aspectos socioeconômicos. As médias do tempo de realização do Timed Get Up and Go (TGUG) em pacientes idosos ambulatoriais com relato de quedas acidentais e recorrentes foram comparadas neste estudo de corte longitudinal retrospectivo. Observa-se que o tempo de realização do TGUG, em média, foi significativamente maior nos idosos com relato de quedas recorrentes.


Palavras-chave


Quedas recorrentes; Timed Get Up and Go; Idosos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2011v14i3p165-179

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.