Artrite gotosa no processo de envelhecimento humano

Juliana Secchi Batista, Lia Mara Wibelinger

Resumo


 

O envelhecimento populacional tem adquirido reconhecimento universal e vem ocorrendo num ritmo acelerado. A gota é uma doença metabólica na qual ocorre hiperprodução e/ou diminuição da excreção de ácido úrico, levando à deposição de cristais de monourato de sódio nas articulações e tecidos moles. O presente estudo baseou-se em uma revisão de literatura que teve como objetivo analisar a incidência de artrite gotosa no processo de envelhecimento humano. Para isso, foram pesquisados artigos de revistas indexadas, livros, entre outros textos, publicados nas línguas inglesa e portuguesa, utilizando-se dos unitermos “Envelhecimento Humano”, “Doenças Reumáticas”, “Gota” e “Artrite Gotosa”. Os dados levantados sugerem que a prevalência de artrite gotosa é maior em homens, com acometimento oligo/poliarticular com sintomas inflamatórios menores e, frequentemente, com envolvimento de pequenas articulações das mãos; além disso, pode haver a coexistência de gota com outras doenças auto-imunes como espondilite anquilosante e artrite reumatoide; deve ser realizado tratamento nutricional e medicamentoso.

 

 


Palavras-chave


Idoso; Doenças reumáticas; Gota.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2011v14i4p123-134

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.