O velho e a morte

Lucy Gomes Vianna, Altair Macedo Lahud Loureiro, Vicente Paulo Alves

Resumo


A aceitação da velhice leva ao reconhecimento das próprias restrições e da finitude, pois a mesma, que não tem início definido, possui um fim claramente estabelecido: a morte. Na sociedade atual, a palavra de ordem é silenciar quando se trata da morte e também da velhice, na medida em que ela é tida como seu prenúncio. Assim, é importante que os profissionais de saúde não permaneçam no silêncio quanto à questão da morte nos atendimentos aos idosos. Esta temática deve ser abordada com naturalidade, pois, à medida que as pessoas tomam consciência de sua finitude, passam a compreender a vida em sua complexidade e podem rever seus valores.

Palavras-chave


Velhice; Morte; Idoso

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2012v15iEspecial12p117-132

Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.