Percepção de envelhecimento de adolescentes praticantes e não praticantes de exercício físico fora do ambiente escolar

Gabriel de Aguiar Antunes, Inês Amanda Streit, Enaiane Cristina Menezes, Gelcemar Oliveira Farias, Giovana Zarpellon Mazo

Resumo


Objetivos: Verificar a percepção da velhice de adolescentes praticantes ou não de exercício físico. Método: n: 71, utilizou-se o Inventário Sheppard, estatística descritiva inferencial e análise de conteúdo. Resultados: poucas coisas para ser feliz (p=0,03; 83,3%); chata e desinteressante (p=0,003; 85,1%); debilidade física (p=0,004; 89,3%); solidão (p=0,003; 85,4%); saúde (p=0,054, 82,2%) e positivamente (p=0,009; 81%). Conclusão: a percepção é negativa, quando positiva, relaciona-se ao exercício físico.

 


Palavras-chave


Exercício Físico; Adolescente; Envelhecimento.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2014v17i4p261-274

Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.