APONTAMENTOS PARA UMA ÉTICA DO ENVELHECIMENTO

Silvana Tótora

Resumo


Este artigo pretende problematizar os discursos e as relações de poder na sociedade atual na produção do sujeito velho. O que caracteriza a época atual é a articulação de uma cultura de desvalorização da velhice a tecnologias de poder de intervenção e controle sobre o corpo dos velhos. Saúde a qualquer custo significa eliminar os riscos de envelhecer e de morrer. O idoso torna-se, em nossa sociedade, um grupo de risco. Com base nas contribuições de Foucault, em suas pesquisas genealógicas, e na problematização de Nietzsche da moral moderna, pretendemos pensar o envelhecimento como uma escolha ética ligada a uma estética da existência e de uma grande saúde como uma dimensão da vida que não exclui a morte e a doença.
Palavras-chave: ética; envelhecimento; poder

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2008v11i1p%25p

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.