HABILIDADES COGNITIVAS EM IDOSAS INSTITUCIONALIZADAS: ESTUDO COMPARATIVO DO DESEMPENHO DE USUÁRIAS E NÃO USUÁRIAS DE BENZODIAZEPINICOS

Mônica Giaretton Bicca, Sabrina Gomes de Souza Rusch, Irani Iracema de Lima Argimon, Luciano Dias de Mattos Souza

Resumo


Atualmente, constata-se um crescimento significativo da população de idosos. O presente artigo objetivou comparar habilidades cognitivas, como atenção e fluência verbal, em idosas usuárias e não usuárias de benzodiazepínicos. Este estudo transversal contou com uma amostra de 123 idosas institucionalizadas da cidade de Porto Alegre, RS. Os resultados apontam que não houve associação significativa entre uso de benzodiazepínicos e as habilidades cognitivas das idosas avaliadas.
Palavras-chave: habilidades cognitivas; idosas; benzodiazepínicos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2008v11i1p%25p

Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.