Anais da V JORNADA DE ESTUDOS EM GERONTOLOGIA-Estratégias de Promoção do Envelhecimento Ativo.

Wilson José Alves Pedro

Resumo


Nos dias 26 e 27 de outubro de 2016, realizou-se a quinta edição da Jornada de Estudos em Gerontologia – Estratégias de Promoção do Envelhecimento Ativo, tendo como tema central “DIVERSIDADE DA VELHICE”. Este evento na área da Gerontologia teve por objetivo promover reflexões e disseminar conhecimentos sobre a temática expressa no título: Promoção do Envelhecimento Ativo e Diversidade da Velhice. Em suas quatro edições anteriores (realizadas em 2010, 2011, 2012 e 2014 ) a Jornada de Estudos reuniu centenas de participantes – estudantes, pesquisadores, profissionais e comunidade em geral, disseminando saberes interdisciplinares e inter-setoriais sobre o processo de envelhecimento ativo. Esta edição transcendeu o nível local e regional, tendo participantes e parceiros de diversas universidades públicas e particulares, e grupos de pesquisas de diversos estados brasileiros (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pará, Tocantins), além de pesquisadores internacionais. Nas evidências e projeções da transição demográfica aponta-se que o ano de 2050 seja um “divisor de águas demográfico”. Estima-se que 20% da população mundial - mais de dois bilhões de pessoas terão 60+anos - ultrapassando o número de crianças e adolescentes abaixo de 15 anos. Enunciam-se também índices de concentração desta categoria social (60+anos) em 64 países, maior ou igual a 30% tanto nos países desenvolvidos, quanto nos países em processo de desenvolvimento, dentre eles países da América Latina, Ásia e China. Faz-se necessário um forte empreendimento no presente que articule: a produção de conhecimentos científicos e tecnológicos, a construção e o monitoramento de políticas públicas, a formação de recursos humanos, a divulgação científica interdisciplinar que promova a disseminação de um saber gerontológico. É preciso a construção de condições objetivas e subjetivas – individuais e coletivas - para a produção de uma cultura que ressignifique o processo de envelhecimento e as velhices em sua diversidade, fomentando a promoção da autonomia, da independência e da dignidade. É nesta perspectiva que a V Jornada de Estudos foi proposta pelos organizadores e construída coletivamente. No processo de sua organização buscou-se atingir os seguintes objetivos: a) a realização de um evento de divulgação científica aberto à comunidade, visando à disseminação do saber gerontológico sobre a diversidade da velhice e o processo de envelhecimento ativo; b) a promoção do diálogo e a da reflexão sobre a diversidade da velhice e algumas estratégias de promoção dos processos de envelhecimento ativo, neste cenário; c) a viabilidade de espaços de reflexão e encontros sobre a Gerontologia, congregando profissionais em formação, trabalhadores de áreas intersetoriais e comunidade em geral, bem como pesquisadores engajados nesta questão. Completam, ainda, os objetivos, a parceria e a articulação de rede local. A V Jornada contemplou diversas atividades: roda de conversa, palestras, mesa- redonda, comunicações de pesquisas, apresentações artísticas e intervenções culturais, reunindo mais de uma dezena de palestrantes, 128 participantes inscritos, 25 trabalhos apresentados na modalidade de comunicação coordenada, congregando dezenas de profissionais e pesquisadores envolvidos na produção de estudos e pesquisas financiadas por órgãos públicos de fomento. Seu produto final encontra-se sintetizado no presente Anais. A organização da V Jornada contou ainda com a participação de 38 membros em todo o processo de trabalho, subdividido em comissões (comitê gestor, comissão científica, comissão de graduandos e pós-graduandos, comissão artística e cultural). Os membros destas comissões foram indicados pelas associações e órgãos parceiros: da Associação de Pesquisas e Estudos sobre Envelhecimento, ASPEN; Associação Paulista de Saúde Pública, Núcleo São Carlos; Associação Brasileira de Gerontologia, ABG; d dos Centro Acadêmico e Empresa Júnior, Envelhescência, ambos do Curso de Graduação em Gerontologia. Contou ainda com o apoio com diversas unidades administrativas da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), dentre elas: Departamento de Gerontologia (UFSCar) e Programa de Pós-Graduação Ciência Tecnologia e Sociedade (UFSCar), Pró-Reitoria de Extensão da UFSCar. A parceria com o SESC São Carlos e com a Gerência de Estudos e Programas da Terceira Idade do SESC/São Paulo e Unidade São Carlos foi fundamental nesta edição. Apesar de contarmos com o apoio da equipe local no planejamento, logística, divulgação e infra-estrutura (à qual registramos os agradecimentos), de maneira especial registramos a participação de Gabriela Neves e Celina Dias Azevedo (SESC São Paulo/SP) e Heber Augusto Tscherme e Camila Machado, SESC São Carlos/SP.

Palavras-chave


V Jornada de Estudos em Gerontologia; Estratégias de Promoção do Envelhecimento Ativo; Diversidade da velhice.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2017v20i1p01-58

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.