ENFOQUE INTERDISCIPLINAR NO ATENDIMENTO A PACIENTES GERIÁTRICOS

Aline Laginestra e Silva, Adriana Cardoso Furtado, Eloá Fátima Ferreira de Medeiros

Resumo


Conforme as políticas públicas, a formação de profissionais de saúde deve ser pautada na integração entre teoria e prática, na interdisciplinaridade do cuidado e compartilhamento de saberes, possibilitando que serviços prestados atendam com primazia às necessidades dos usuários. Nesse contexto, a integração é especialmente importante para o cuidado de pacientes idosos, pois estes normalmente são acometidos por múltiplas doenças e utilizam diversos medicamentos associados. Além disso, o envelhecimento fisiológico causa alterações no efeito farmacológico esperado. Assim, o risco de iatrogenias aumenta consideravelmente. Objetiva-se apresentar a experiência dos cursos de Farmácia e Medicina da Universidade Católica de Brasília (UCB) visando à formação de profissionais de saúde que atuem em equipes interdisciplinares voltadas ao cuidado do idoso. No Ambulatório de Cuidado ao Idoso, instituído na Farmácia Universitária da UCB, Estudantes de Medicina do Internato de Saúde Comunitária, sob a supervisão de professora geriatra, realizam consultas com avaliação multidimensional ao idoso. Os estudantes de farmácia / Estágio I (Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica), supervisionados pela professora farmacêutica, realizam coleta dos dados referentes à história farmacoterapêutica do paciente (pregressa e atual), com informações que possam interferir na ação farmacológica dos medicamentos, bem como seu acesso e adesão. As informações são registradas no prontuário, servindo de base para a discussão clínica do grupo. Nos retornos os estudantes pactuam com os pacientes ou cuidadores um plano interdisciplinar, com intervenções médicas e farmacêuticas. Durante todo esse processo também são realizadas ações educativas visando à prática do autocuidado e promoção do uso Racional de Medicamentos (URM). O cuidado interdisciplinar beneficia a população, em especial os idosos, que sofrem maior risco de ocorrência de iatrogenias. Dessa forma, fica evidente a necessidade da atuação conjunta dos profissionais de saúde, promovendo a soma de saberes durante o atendimento da população geriátrica.

Palavras-chave


Formação profissional; Interdisciplinaridade; Geriatria

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2018v21iEspecial24p4

Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.