Correlação entre qualidade de vida e independência funcional de idosos institucionalizados.

Gessica Bordin Viera Schlemmer, Aline dos Santos Machado, Tamires Daros dos Santos, Deise Iop Tavares, Magrid Müller, Marisa Bastos Pereira, Melissa Medeiros Braz

Resumo


O presente estudo teve por objetivo investigar a possível relação entre a qualidade de vida e a independência funcional em idosos institucionalizados de Santa Maria, RS. Trata-se de um estudo observacional, transversal, quantitativo, realizado em seis instituições de longa permanência, filantrópicas e privadas, localizadas no município de Santa Maria, RS. Após aprovação do Comitê de Ética e Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal de Santa Maria (parecer n.º 1.737.474), foram utilizados os questionários WHOQOL-bref e Índice de Katz. A satisfação com a saúde (WHOQOL-bref) apresentou uma correlação negativa moderada com a independência funcional (índice de Katz), ou seja, quanto mais satisfeito com a saúde era o idoso, maior era sua independência funcional.


Palavras-chave


Instituição de Longa Permanência para Idoso; Qualidade de Vida; Idoso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2018v21i1p411-426

Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.