A Gerontologia e a Gastronomia: Uma experiência com imigrantes árabes

Elisa Paz Dalla Porta, Ibrahim Clós Mahmud, Newton Luiz Terra

Resumo


A Gastronomia é uma forma de expressão cultural. A cozinha árabe chegou ao Brasil no século XIX por meio dos imigrantes árabes da Síria e do Líbano. Partindo da atual definição de saúde, entende-se que a alimentação e as técnicas de culinária do idoso representam grande papel em seu estado de bem-estar e, com isso, a Gerontologia tende a utilizar a mesma como um espaço de socialização e expressão durante o envelhecer. O povo árabe tem em sua gastronomia um forte apego familiar e um anseio de conservar a sua cultura tradicional, visto que suas receitas são antiquíssimas e preservadas em sua forma original, firmando, assim, através dos seus hábitos alimentares, a importância da vida em família, a valorização da herança culinária de filhos, pais e avós. O objetivo deste artigo é identificar a propagação da gastronomia árabe e sua relação com a saúde dos imigrantes idosos, principalmente no estado do Rio Grande do Sul.

 


Palavras-chave


Culinária; Assistência a Idosos; Gerontologia; Gastronomia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2018v21i2p407-418

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.