A "Caravana Lúdica": reminiscência e vivências da cultura lúdica infantil, na velhice

Kleber Tüxen Carneiro, João Carlos Martins Bressan, Adriana Nolibos Baccin, Fernanda Tüxen Azevedo, Bruno Garcia Santana

Resumo


Trata-se de um relato de experiência, que descreve a organização pedagógica, bem como as impressões advindas do projeto intitulado: Caravana Lúdica, objetivando conhecer as percepções dos/as velhos/as sobre suas experiências lúdicas[1] do passado, participantes que são eles/elas da Associação Remanso Fraterno João Gabriel em Cáceres, MT, Brasil, onde foram convidados a revisitar os artefatos e os conteúdos da cultura lúdica infantil, tornando, assim, tais experiências partilháveis aos demais.

 


[1] Em que pese o termo lúdico ter se tornado uma espécie de clichê, sobretudo no campo da educação, sua origem advém da palavra latina "ludus", que pode ser compreendida como "jogo". Em nosso entendimento, o conceito de lúdico refere-se a uma dimensão humana que evoca os sentimentos de liberdade de expressão e espontaneidade na construção da ação. Esse será o sentido empregado para fins deste relato de experiência.


Palavras-chave


Velhice; Cultura Lúdica Infantil; Experiência Significativa.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2018v21i2p419-441

Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.