Comprometimento Cognitivo Leve em Idosos: avaliação, fatores associados e possibilidades de intervenção

Doris Firmino Rabelo

Resumo


Procurou-se, com este artigo, fazer uma reflexão sobre os fatores associados ao declínio cognitivo leve em idosos, métodos de avaliação e possibilidades de intervenção. Verificou-se que aqueles idosos com maior escolaridade, com maior suporte social, com um histórico de saúde positivo, com maior engajamento social, com um estilo de vida positivo, com melhor saúde percebida, com menos queixas subjetivas de memória, com melhor saúde mental e com menos sintomas depressivos apresentam menor declínio cognitivo. A avaliação abrange várias etapas e requer um olhar multiprofissional. As possibilidades de intervenção envolvem atividades preventivas e de controle dos fatores de risco, intervenções que ajudam a evitar a evolução do declínio e a reabilitação neuropsicológica.

Palavras-chave


Declínio Cognitivo Leve; Demência; Idosos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2009v12i2p%25p

Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.