A percepção sobre insegurança e violência urbana em idosos de um município brasileiro

Ana Cristina Viana Campos

Resumo


Este estudo procurou examinar as diferenças entre idosos brasileiros sobre os fatores preditores da percepção sobre insegurança e violência urbana. O estudo foi realizado em um município brasileiro com 2052 idosos, em 2012. Os dados foram analisados pelo SPSS versão 19, pelo teste qui-quadrado e regressão ordinal, considerando-se nível de significância de p≤0,05. No modelo final deste estudo, maior insegurança e violência urbana manteve-se associada à faixa etária, ao sexo, à cor da pele, à escolaridade, ao tempo de moradia e à percepção sobre as diferenças no bairro. Pode-se concluir que existem diferenças relevantes entre os idosos na percepção da insegurança e violência urbana, que pôde ser explicada por idade, cor da pele e diferenças contextuais no bairro de residência desses idosos.

 


Palavras-chave


Violência urbana; Envelhecimento; Políticas públicas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2019v22i2p481-495

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.