Alguns apontamentos linguísticos ao discurso jurídico contemporâneo com vistas a uma ética do cuidado e da proteção à pessoa idosa

Flamínia Manzano Moreira Lodovici

Resumo


O presente artigo tem por objetivo apresentar algumas considerações linguísticas ao discurso jurídico contemporâneo, no sentido de uma racionalização ou adequação desse discurso em prol da pessoa idosa, muitas vezes já em condição de fragilidade ou dependência, necessitando que a documentação forense possa ganhar mais efetividade, celeridade, cuidado e segurança, com vistas a uma ética do cuidado e da proteção ao longevo. O procedimento metodológico de abordagem do tema aqui adotado é o raciocínio dedutivo-argumentativo, por meio do qual se partirá da ideia da fragilidade da pessoa idosa, que exige uma “mudança de rumo” quanto à celeridade das ações, para que o idoso envolvido possa, ainda dentro dos poucos anos finais de sua vida, desfrutar dos resultados bem-sucedidos das causas forenses.


Palavras-chave


Discurso jurídico; Pessoa idosa; Documentação jurídica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2019v22i3p445-465

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.