A prática da amamentação no cotidiano familiar - um contexto intergeracional: influência das mulheres-avós

Autores

  • Marizete Argolo Teixeira
  • Rosane Gonçalves Nitschke
  • Luzia Wilma Santana da Silva

DOI:

https://doi.org/10.23925/2176-901X.2011v14iEspecial9p205-221

Palavras-chave:

Família, Aleitamento materno, Cotidiano e Saúde. Reflexão teórica

Resumo

Estudo de reflexão teórica, a partir dos resultados de dissertação de mestrado sobre a influência das mulheres-avós na prática da amamentação. Objetiva promover reflexões sobre a prática profissional em saúde envolvendo a influência das mulheres-avós no aleitamento materno às suas filhas-noras e netos no contexto do cotidiano familiar. Fundamenta-se nos príncipios do Interacionismo Simbólico, e discute a necessidade de formação profissional complexificadora.

Biografia do Autor

Marizete Argolo Teixeira

Enfermeira. DSc. em Enfermagem pela Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia (EEUFBA). Professora Adjunto do Depart. de Saúde da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Membro do Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Extensão em Cuidados à Saúde da Família em Convibilidade com Doenças Crônico-Degenerativas- NIEFAM/UESB.

Rosane Gonçalves Nitschke

Enfermeira. DSc em Filosofia da Enfermagem PENUFSC/SORBONNE-Univesité René Descartes – Paris V. Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem da UFSC. Lider do Grupo de Pesquisa - Núcleo de Pesquisa e Estudos sobre Enfermagem, Quotidiano, Imaginário e Saúde de Santa Catarina - NUPEQUIS-SC.

Luzia Wilma Santana da Silva

Enfermeira. DSc. Profª Adjunta do Depart. de Saúde e do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Saúde/UESB. Líder do Grupo de Pesquisa Interdisciplinar de Estudos em Ciências da Saúde e Sociedade. Linha: Família em seu Ciclo Vital. Coordenadora do NIEFAM.

Downloads