CHAMADA DE ARTIGOS

CHAMADA TEMÁTICA – KALÍOPE 25:

Poesia Concreta: fundamentos, alcance e repercussões

A poesia concreta brasileira, que surgiu com a I Exposição Nacional de Arte Concreta, no Museu de Arte Moderna de São Paulo, em 1956, e no ano seguinte, em 1957, na sede do Ministério da Educação, do Rio de Janeiro, comemora 60 anos.  Ao propor novas formas de fazer poesia, colocou em prática experiências que redimensionam a discussão poética. O papel das vanguardas, a produção de sentidos, a renovação de procedimentos poéticos, a concepção de signo poético, a relação com a variedade artístico-cultural de meados do século XX, assim como com o panorama urbano, são aspectos que revelam a sua prática visual e intersemiótica – verbivocovisual -, com diversos domínios artísticos e não artísticos. Do mesmo modo, a ampliação do campo artístico-cultural que propiciou, seja por meio de sua influência poético-artística, seja por intermédio de sua produção teórica e crítica, predomina por considerável período no panorama nacional e também internacional. É para delinear mais um traçado deste polêmico movimento, que se insere no devir histórico e participa da dinâmica sócio-cultural, que esta Revista chama interessados para contribuir com a compreensão poética e crítica da Poesia Concreta, cujas ideias instigam, ainda, experimentação com a linguagem poética e o diálogo com outras artes e mídias.

Prazo para envio de artigos para submissão: até 25 de julho de 2017.

 

 

 

CHAMADA TEMÁTICA – KALÍOPE 26

 Revolução e literatura: 1917 - 2017.

No ano do centenário da Revolução de Outubro, as reflexões sobre o impacto dos levantes revolucionários nos fenômenos artísticos e culturais e do papel da literatura como expressão e, até mesmo, instrumento de resistência político-social ganham novos enfoques. No caso específico das relações entre as literaturas russa e brasileira, a Revolução de 1917 marca o início de um período no qual o posicionamento ideológico dos escritores passa a ser moeda de troca indispensável na recepção favorável ou no completo banimento de sua produção pela crítica nos dois países. Futurismo, Realismo Socialista, Regionalismo e outras tendências surgem em um cenário em que repressão e resistência paradoxalmente abafam e propagam vozes, estilos e discursos ideologicamente conservadores e transgressores. Este número da Revista Kalíope é totalmente dedicado ao centenário da Revolução de Outubro e abre um espaço democrático e crítico a diferentes abordagens do papel desse marco histórico mundial na literatura brasileira e russa e suas implicações na produção e na recepção crítica de ambas.

Prazo para envio de artigos para submissão: até 25 de agosto de 2017.